Notícias

Banca de DEFESA: LILIAN DE SOUZA RIBEIRO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LILIAN DE SOUZA RIBEIRO
DATA: 29/10/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala KP12
TÍTULO:

A CONSTRUÇÃO DA USINA DE BELO MONTE E OS IMPACTOS SOCIAIS NA VIDA DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA CIDADE DE ALTAMIRA


PALAVRAS-CHAVES:

Crianças; Adolescentes; Grandes Projetos; Direitos; Belo Monte.


PÁGINAS: 150
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Serviço Social
SUBÁREA: Serviço Social Aplicado
RESUMO:

Esta dissertação trata da situação de crianças e adolescentes vinculados a famílias de trabalhadores afetados pela Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Para este estudo ser realizado foi feito uma análise sobre o Pacto pela Infância e Adolescência na região Xingu, que ocorreu em 2012 na cidade de Altamira no estado do Pará, os impactos previstos e concretizados pela instalação da Usina forçaram o estabelecimento deste Pacto, proposto pelo Conselho Nacional dos Direitos de Crianças e Adolescentes (CONANDA), com a definição de medidas que, responsabilizavam várias instituições na proteção e defesa deste segmento. Nesse sentido as perguntas que nortearam a investigação colocaram em evidência o processo e os resultados do Pacto bem como a situação atual de crianças e adolescentes diretamente impactados. Ademais, se perguntou sobre a avaliação dos ativistas e trabalhadores de instituições defensoras dos direitos sociais, civis e políticos sobre o pós Pacto e o Sistema de garantia de direitos dirigido para crianças e adolescentes. A dissertação tem como objetivo geral analisar as violações de direitos de crianças e adolescentes no contexto dos impactos negativos causados na região do Xingu em virtude da construção da Usina de Belo Monte e como objetivos específicos: contribuir para o resgate do Pacto pela Infância na região Xingu para verificar alterações na política social dirigida para crianças e adolescentes; atualizar dados sobre a situação de crianças e adolescentes residentes em Altamira; conhecer a avaliação dos trabalhadores e ativistas dos direitos de crianças e adolescentes sobre o Pós Pacto para melhor compreensão das contradições que explicam as políticas sociais em geral, e a setorial, dirigida para crianças e adolescentes, em particular, no Brasil. A investigação tentou seguir algumas orientações do método Materialismo Histórico Dialético, principalmente suas contribuições sobre a necessidade de investigar e analisar os fenômenos sociais a partir da relação geral, particular e singular.  A pesquisa de campo foi realizada a partir do levantamento de dados documentais em órgãos públicos que operam com o Sistema de garantia dos direitos de crianças e adolescentes na Região Xingu e por meio da consulta no Mapa da Violência de 2017, além da realização de entrevistas semiestruturadas com técnicos e ativistas do movimento social. Os resultados da pesquisa mostram o aumento de violações de Direitos de Crianças e Adolescentes e a inserção de uma parcela deste público no tráfico de drogas, o crescente número de adolescentes que cometem ato infracional. As violações de Direitos nos espaços de Reassentamento Urbano Coletivo que corrobora assim com as pesquisas já realizadas sobre o aumento da violência na cidade de Altamira, como o crescente número de homicídios.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2508512 - JEAN FRANCOIS YVES DELUCHEY
Interno - 2341581 - MARCEL THEODOOR HAZEU
Presidente - 1152642 - MARIA ANTONIA CARDOSO NASCIMENTO
Externo ao Programa - 1347712 - SALOMAO ANTONIO MUFARREJ HAGE
Notícia cadastrada em: 25/10/2019 11:48
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - bacaba.ufpa.br.bacaba1