News

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA DO SOCORRO DOS SANTOS LOBATO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA DO SOCORRO DOS SANTOS LOBATO
DATA: 02/12/2021
HORA: 09:00
LOCAL: SALA DO PPGEDUC ONLINE - GOOGLE MEET
TÍTULO:

O ESTUDO DA EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICORRACIAIS NO CURRÍCULO DE FORMAÇÃO DO CURSO DE PEDAGOGIA


PALAVRAS-CHAVES:

Educação. Relações Étnicorraciais. DCN-ERER. Currículo. Pedagogia.


PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Nesta pesquisa pretendemos estudar sobre a educação das relações étnicorraciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana [e indígena] nos currículos dos cursos de formação em pedagogia das instituições de ensino superior (IES) do Brasil. Acreditamos que há relevância na hipótese de que os cursos de formação em pedagogia têm aplicado em seus currículos de ensino a inclusão de conteúdo para a educação das relações étnicorraciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana [indígena]. Nesse sentido, essa pesquisa tem o objetivo geral de analisar a implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais e para o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana – DCN-ERER (Parecer CNE/CP Nº 01/2004) nos Cursos de Pedagogia do Brasil. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, sendo  que para a compreensão dos fenômenos estudados, utilizaremos os seguintes referenciais teóricos: Guimarães (2004), Libâneo (2001), Mota (2019), Munanga (2003; 2005), Oliveira (2010), Ortiz (2013), Pinto (1987), Santos (2005), Santos (2006), Schuwarcz (1993), Skidmore (1976), Todorov (1993). Além desses, outros documentos legais e artigos que se fazem presente na literatura a favor da temática em questão, em especial, as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnicorraciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Para analisar a implementação das DCN-ERER nos currículos de formação dos cursos de pedagogia nos IES do Brasil, utilizaremos como técnica de pesquisa um questionário semiaberto (perguntas fechadas e abertas) elaborado por meio da ferramenta Google Forms, o qual será encaminhado via e-mail aos gestores, coordenadores e professores vinculados ao referido curso. A pesquisa está organizada em três capítulos. No primeiro capítulo abordamos sobre contexto histórico das relações étnicorraciais, considerando a compreensão de categorias ou termo como raça, racismo, racialismo. No segundo capítulo analisamos o currículo de formação do curso de Pedagogia com ênfase na educação para as relações étnicorraciais. Para isso, discorremos sobre a formação de professores, as legislações que tratam sobre o Curso de Pedagogia e as respostas dos questionários recebidas de gestores, coordenadores e professores. No terceiro capítulo consideramos a importância da intervenção dos gestores de IES nas estratégias pedagógicas com a inclusão das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnicorraciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira, Africana e Indígena na formação de futuro pedagogos. Nesse capítulo, tratamos sobre o empenho da corresponsabilidade de gestores de IES na implementação do trabalho com a temática, não no sentido centralizado, mas na coparticipação de todos os envolvidos. A importância das temáticas raciais no currículo de formação do curso de pedagogia é por conta de a maioria de professores/as que atuam desde a educação infantil ao nível superior possuírem formação no referido curso.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1740753 - VILMA APARECIDA DE PINHO
Interno - 2298298 - GILCILENE DIAS DA COSTA
Externo à Instituição - SÉRGIO PEREIRA DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 21/10/2021 17:13
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - castanha.ufpa.br.castanha1