News

Banca de QUALIFICAÇÃO: LEDIANE DA SILVA BORGES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LEDIANE DA SILVA BORGES
DATA: 17/08/2020
HORA: 15:00
LOCAL: Webconferência
TÍTULO:

NAS TRAMAS DAS RESISTÊNCIAS: SABERES E FAZERES DO QUILOMBO DE BAILIQUE CENTRO BAIÃO PARÁ


PALAVRAS-CHAVES:

Saberes tradicionais. Resistência. Cultura Quilombola.


PÁGINAS: 89
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Tópicos Específicos de Educação
ESPECIALIDADE: Educação Rural
RESUMO:

O estudo analisa os saberes tradicionais, os conhecimentos referente ao plantar, colher, criar e preservar, relacionados a natureza e sua forma de relação com os moradores da comunidade quilombola de Bailique Centro do município de Baião-PA. Com base na história de vida em dados obtidos por meio de entrevista semiestruturada, o presente estudo tem como objetivo analisar os saberes tradicionais como forma de resistência da comunidade quilombola de Bailique Centro, no Município de Baião, Estado do Pará, com destaque para tais saberes que constituem os processos socioculturais e históricos desta comunidade. Os instrumentos metodológicos da pesquisa se constituem de levantamento bibliográfica e estudos de obras de autores que se ocupam da temática em estudo entre os quais destaca-se: LEFF (2006), MUÑOZ (2007), SANTOS (2005), JARA (2001), PINTO (2004), (2010), entre outros, que estão sendo de suma importância nos encaminhamentos deste estudo. Acrescidas a pesquisa de campo, mediante observação em lócus, conversas informais e realização de entrevistas semiestruturada. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com utilização de técnicas da história oral, que visam estabelecer procedimentos do trabalho investigativo, possibilitando reconstituir a história, os saberes culturais e ambientais, as lutas do grupo social em estudo pelo domínio do território, por sobrevivência, melhores condições de vida, reconhecimento e valorização de sua identidade cultural. Dados preliminares da pesquisa apresentam que o ambiente natural está associado a noção de pertencimento pessoal e comunitário, sobretudo, pautada em uma noção de consciência ecológica associada à necessidade de sobrevivência humana para muitas famílias da comunidade. Observamos que no cotidiano da comunidade o ambiente local é diversificado em conhecimentos de saberes tradicionais, notados pelos modos de ser e de viver dos moradores, das relações que eles têm com o meio ambiente, nas práticas diárias, principalmente no sentido do uso e preservação dos recursos naturais, que são conhecimentos ecológicos, próprios da cultura da Comunidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2524613 - BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO
Interno - 159.587.918-85 - ANDREA SILVA DOMINGUES - PUC - SP
Externo ao Programa - 1347712 - SALOMAO ANTONIO MUFARREJ HAGE
Notícia cadastrada em: 25/07/2020 18:42
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - bacaba.ufpa.br.bacaba1