News

Banca de QUALIFICAÇÃO: EDSON PANTOJA NUNES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: EDSON PANTOJA NUNES
DATA: 07/02/2020
HORA: 19:00
LOCAL: UFPA CAMETÁ
TÍTULO:

“QUE CRESÇAM COMO GENTE”: As Comunidades Cristãs e a formação de lideranças em Cametá (décadas de 1970-1990)


PALAVRAS-CHAVES:

Igreja, Comunidade Eclesial de Base, Lideranças, Vaticano II, Teologia da Libertação, Movimentos Sociais, Padres Lazaristas, Comunitários.


PÁGINAS: 64
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Tópicos Específicos de Educação
ESPECIALIDADE: Educação Permanente
RESUMO:

A presente dissertação analisa o processo de formação de Lideranças desenvolvido pela Diocese de Cametá a partir dos anos de 1970, cujo desdobramento proporcionou um engajamento social nos diversos movimentos sociais que compreendem a luta por melhores condições de vida. Esse propósito que a Igreja Católica em Cametá abraçou foi resultado de um grande movimento de compromisso com uma Pastoral e expresso nas diretrizes do Concílio Vaticano II. Essa nova pastoral será chamada de Comunidades Eclesiais de Base (CEB’s) e na Diocese de Cametá conhecida como Comunidades Cristãs (CC’s), que com isso, tiveram um papel muito importante na história da Igreja no Brasil e o no interior do Estado do Pará. Destaca-se ainda a importância das Conferências de Medellin e Puebla no continente latino-americano e a criação de uma nova teologia, denominada de Teologia da Libertação, que influenciará as CEB’s no seu agir na sociedade. Essa teologia será a diretriz de pastoral para as CC’s. Dessa maneira, terá dentro da Igreja um novo modo de trabalho pastoral, não somente o espiritual, mas problematizará o que gera a pobreza dentro de um sistema capitalista excludente. Para entender esse processo no ambiente de atuação da Igreja em Cametá analisamos os documentos produzidos pela Diocese e que compõem o acervo da Prelazia de Cametá, assim como, através de entrevistas, procuramos ouvir os agentes sociais e religiosos envolvidos. A atuação das CC’s e sua relação com a Teologia da Libertação em um movimento que promoveu a formação de lideranças em Cametá, assim como o trabalho dos padres holandeses da Congregação de São Vicente, os Lazaristas, que compreenderam que era a hora de a Igreja assumir um compromisso para com os excluídos, e ainda as ações de formação de seus fiéis, proporcionando um posicionamento crítico perante uma realidade de exploração, constituem os objetos centrais de observação..


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1769176 - ERALDO SOUZA DO CARMO
Presidente - 1669289 - FRANCIVALDO ALVES NUNES
Externo ao Programa - 1885910 - JOSE DO ESPIRITO SANTO DIAS JUNIOR
Interno - 1769360 - MARIA SUELI CORREA DOS PRAZERES
Notícia cadastrada em: 31/01/2020 09:51
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - bacaba.ufpa.br.bacaba2