News

Banca de DEFESA: DILMA CARDOSO PEREIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DILMA CARDOSO PEREIRA
DATA: 29/08/2019
HORA: 18:00
LOCAL: SALA 03 DO PPGEDUC
TÍTULO:

PROCESSOS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL E A RELAÇÃO PRESCRITO E RENORMATIZADO: UM ESTUDO COM OS EGRESSOS DO CURSO TÉCNICO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR/PROEJA - CENTRO INTEGRADO DE EDUCAÇÃO DO BAIXO TOCANTINS-CAMETÁ-PA


PALAVRAS-CHAVES:

Formação Profissional. Prescrito e Renormatizado. Cotidiano de Trabalho. Saberes.


PÁGINAS: 150
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Tópicos Específicos de Educação
ESPECIALIDADE: Ensino Profissionalizante
RESUMO:

Processos de formação profissional e a relação prescrito e renormatizado: um estudo com os egressos do curso Técnico de Alimentação Escolar/PROEJA - Centro Integrado de Educação do Baixo Tocantins-Cametá-PA é investigação que analisa, a partir do cotidiano de trabalho de egressos do Curso Técnico de Alimentação Escolar/PROEJA, sediado no município de Cametá, a relação entre o prescrito nos processos de formação profissional e a renormatização em seus ambientes laborais, em termos de saberes do trabalho acionados na dinâmica das necessidades desses ambientes. Trata-se de dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação e Cultura (PPGEDUC) do Campus Universitário do Tocantins/Cametá – UFPA, vinculada à linha de pesquisa Políticas e Sociedades. É pesquisa qualitativa, apoiada no materialismo histórico-dialético e na abordagem ergológica de trabalho. Como procedimentos de coleta de dados, utilizamos entrevistas semiestruturas e análise documental; o tratamento dos dados seguiu as orientações da análise de conteúdo. Do ponto de vista teórico, tomamos discussões sobre formação profissional e saberes do/no trabalho, considerando importante a abordagem ergológica, envolvendo o processo de formação profissional e qualificação que considera os saberes do trabalho e saberes profissionais frente aos saberes prescritos e saberes renormatizados. Nossos referenciais tomaram Alves (2009), Schwartz e Durrive (2007), Guérin (2004), Machado (2006), abarcando questões de formação, educação profissional e ergologia; Gramsci (1991), Kuenzer (2002) e Kosik (1976) auxiliaram-nos nos debates sobre o trabalho e o materialismo histórico-dialético. Partimos do pressuposto de que no trabalho os sujeitos egressos renormatizam os saberes e os conhecimentos oriundos da formação escolar, dadas as necessidades de criatividade do mundo do trabalho, diante das metamorfoses desse mundo. No entanto, percebemos desarticulação entre o prescrito e o renormatizado, demonstrando distanciamento entre o trabalho como forma em que é requerido e na forma como realmente é executado. Podemos afirmar que a atividade de trabalho dos Egressos Técnicos em Alimentação Escolar possui uma formação caracterizada pelo distanciamento das noções das normas antecedentes mais abrangentes que a do trabalho prescrito, evocando situações emergentes para além das normas e prescrições.


 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2321894 - DORIEDSON DO SOCORRO RODRIGUES
Interno - 2524613 - BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO
Externo à Instituição - MARIA DAS GRAÇAS DA SILVA
Notícia cadastrada em: 26/08/2019 10:04
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - castanha.ufpa.br.castanha2