News

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANTONIO ALENCAR FILHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO ALENCAR FILHO
DATA: 19/06/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala de defesas PPGEDUC/Cametá
TÍTULO:

EDUCAÇÃO FÍSICA É “TUDO O QUE A BOCA COME?”: a implementação do sistema CONFEF/CREF’s e sua repercussão no Pará em relação à prática da Capoeira.


PALAVRAS-CHAVES:

Capoeira; Educação Física; CONFEF/CREF´s; Esporte; Cultura; Pará.


PÁGINAS: 151
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Este trabalho problematiza a implementação do sistema CONFEF/CREF´s e sua repercussão no Pará em relação à prática da Capoeira, a partir da Lei 9696/98, que possibilitou ao Conselho Federal de Educação Física e consequentemente aos Conselhos Regionais de Educação Física realizar ações, dentre outras, de limitar a prática Capoeira a uma atividade física esportiva pertencente ao campo de intervenção exclusivo do Profissional de Educação Física. O texto também apresenta estratégias contra-hegemônicas de resistências, realizadas pelos praticantes de Capoeira frente a processos sócio-culturais de estandardização e esportivização da Capoeira propostos pelo sistema CONFEF/CREF´s. As principais fontes exploradas foram entrevistas concedidas por representantes do CREF18 e Mestres de Capoeira do Pará que são um dos focos da argumentação, a página eletrônica do sistema CONFEF/CREF´s e as práticas culturais do Malungo Centro de Capoeira Angola. A abordagem teórica da pesquisa segue, especialmente, o método historiográfico, pois buscou fontes documentais, impressos, orais, biográficas, audiovisuais e digitais. Em relação à historiografia da Educação Física brasileira laçou-se mão da obra de Castellani Filho (1994), e sobre a da Capoeira o repertório em destaque foram Soares (2004), Oliveira (2005) e Leal (2008). A pesquisa também foi respaldada pelo materialismo cultural em diálogo com Thompson (1998) e Williams (2011), relacionados aos elementos de historicidade das lutas culturais em Gramsci (1999), sendo interligada a etnografia interpretativa de Geertz (2008), que auxiliou na compreensão dos discursos e símbolos sociais via descrição densa dos fenômenos estudados. 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2425811 - LUIZ AUGUSTO PINHEIRO LEAL
Interno - 1740753 - VILMA APARECIDA DE PINHO
Externo ao Programa - 1231638 - RAQUEL AMORIM DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 13/06/2019 09:43
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - morango.ufpa.br.morango2