News

Banca de DEFESA: DERCIO COELHO PINTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DERCIO COELHO PINTO
DATA: 25/04/2019
HORA: 14:00
LOCAL: sala 001 - PPGEDUC/CUNTINS
TÍTULO:

NOS ENTORNOS DA CIDADE DE CAMETÁ (DÉCADA DE 1980-2000): Um estudo da ocupação da terra e formas de trabalho e moradia


PALAVRAS-CHAVES:

Ocupação de terras; Cidade; Trabalho; Moradia.


PÁGINAS: 154
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

A dissertação Nos entornos da cidade de Cametá zona urbana (décadas de 1980-2000), trata-se de um estudo da ocupação de terra, formas de trabalho e moradia. Tem como objetivo investigar o processo de ocupação de terras, as formas de trabalhos e moradias, vinculadas as relações sociais e históricas, desenvolvidas nos entornos da cidade de Cametá, nas décadas de 1980-2000. Como problema da pesquisa, apresento: como ocorreu o processo de ocupação de terras, as formas de trabalho e moradia nos entornos da cidade de Cametá, localizado na microrregião do Baixo Tocantins do Estado do Pará nas décadas de 1980-2000? O principal objeto é analisar o processo de ocupação de terras nos entornos da cidade de Cametá, nas décadas de 1980 a 2000. O método de estudo materialismo histórico dialético situado nas categorias de totalidade, mediação e contradição, pois, a totalidade pressupõe o contexto do objeto definido pelas contradições materiais, permite assim, uma análise do conjunto de referenciais teóricos, resultados de outras pesquisas e análise empírica da realidade do mundo concreto. As concepções teóricas trazem importantes contribuições nas reflexões e problemáticas no que diz respeito a ocupação de terra dentro do espaço urbano e seu entorno, além de apontar perspectivas de transformações a partir das mudanças das relações sócio-históricas, político e cultural da sociedade. Assim, pressupõe-se em termos de hipóteses que o processo de ocupação de terras na cidade de Cametá no período de estudo, tenha se dado, através de estratégias de doação e documentadas que tratam como heranças; as relações de trocas de favores políticos entre famílias e além da aquisição que ocorreu entre comerciantes para a especulação de compras e vendas de terras, o que revelou a exclusão social e a negação do direito a cidade, o trabalho e a moradia de grande parte da população da cidade e seus entornos, constituídos por bairros periféricos.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1769176 - ERALDO SOUZA DO CARMO
Presidente - 1669289 - FRANCIVALDO ALVES NUNES
Externo ao Programa - 1885910 - JOSE DO ESPIRITO SANTO DIAS JUNIOR
Notícia cadastrada em: 12/04/2019 10:55
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - morango.ufpa.br.morango2