News

Banca de DEFESA: JOSE RIVALDO ARNAUD LISBOA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSE RIVALDO ARNAUD LISBOA
DATA: 26/04/2019
HORA: 16:00
LOCAL: sala 001 PPGEDUC-CUNTINS
TÍTULO:

EDUCAÇÃO POPULAR: Atuação da igreja católica na prelazia de Cametá, durante as décadas de 1980 e 1990


PALAVRAS-CHAVES:

Educação Popular; Movimentos Sociais; Comunidades Cristãs; Prelazia de Cametá.


PÁGINAS: 180
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

O presente estudo intitulado “Educação Popular: atuação da Igreja Católica na Prelazia de Cametá durante as décadas de 1980 e 1990”, integra a linha de pesquisa Educação, Cultura e Linguagem - PPGEDUC/UFPA, buscando analisar o papel desempenhado pela Prelazia de Cametá na viabilização de educação de cunho popular às suas bases (Comunidades Cristãs – CC’s). Especificamente, procurou analisar como se efetivou esse processo de formação e informação pela Prelazia a essas bases e, nesse contexto, verificar se a mesma ao formar e informar suas lideranças, direcionou para a luta política. Por outro lado, o estudo tem por fim entender e evidenciar o papel da Igreja Católica na Prelazia de Cametá não apenas como uma instituição voltada para a missão do anúncio do Evangelho, mas preocupada também em contribuir na formação educacional e na construção cidadã do povo desta porção de terra da Amazônia paraense. O estudo baseou-se na pesquisa e análise documental de relatórios de atividades educacionais e de viagens, atas de encontros, planos de trabalho etc., constantes dos arquivos da Diocese de Cametá, assim como, através de entrevistas e pesquisa bibliográfica. Para a efetivação do presente estudo teve-se o aporte teórico-metodológico pautado nas considerações de Paulo Freire sobre um modelo de educação que visa uma pedagogia crítico-educativa em suas obras “Pedagogia do Oprimido” (1970), “Educação e Mudança” (1979), “Política e Educação” (1993), “Pedagogia da Autonomia” (1997); bem como, de Moacir Gadotti em “Estado e Educação Popular na América Latina” (1992), “Educar para um outro mundo possível” (2007). Da mesma forma, através deste quadro teórico-metodológico, buscou-se também o apoio de estudos já produzidos tanto na área da educação popular a nível de Brasil e América Latina, quanto de estudos relacionados à Amazônia e sua conexão com o período ditatorial brasileiro, contextos que se entrelaçam com o período vivenciado pela Prelazia de Cametá no decurso de tempo analisado neste estudo. Fez-se uso, ainda, da História Oral tendo por base uma pesquisa qualitativa com sujeitos que vivenciaram este processo e, assim, tomaram parte dessa prática educacional prelatícia, com o fim de acrescermos e cruzarmos os dados obtidos com a pesquisa documental e bibliográfica.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDREA SILVA DOMINGUES
Presidente - 2524613 - BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO
Interno - 2321894 - DORIEDSON DO SOCORRO RODRIGUES
Notícia cadastrada em: 08/04/2019 17:51
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - jatoba.ufpa.br.jatoba1