News

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANTONILDA DA SILVA SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONILDA DA SILVA SANTOS
DATA: 26/06/2018
HORA: 10:00
LOCAL: sala 004 - prédio orlando cassique - campus Cametá-UFPA
TÍTULO:

O PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO DA MULHER QUILOMBLA: PARTICIPAÇÂO POLÌTICA NA ASSOCIAÇÃO DAS COMUNIDADADES REMANESCENTES DE QUILOMBOS DAS ILHAS DE ABAETETUBA- ARQUIA 


PALAVRAS-CHAVES:

identidade, gênero, emancipação e etnia.


PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

No trabalho intitulado O processo de emancipação da mulher quilombola: participação política na Associação das Comunidades Remanescentes de Quilombos das Ilhas de Abaetetuba- ARQUIA, investiga como ocorre esse processo de emancipação, e para isso analisamos as categorias identidade, gênero, emancipação e etnia, pois acreditamos que trabalhando estas categorias no decorrer da pesquisa irão proporcionar uma dimensão muito fundamental para o contexto da mulher quilombola. As premissas epistemológicas aqui adotadas tem como referência os estudos culturais e pós estruturalistas, elegem-se teóricos/as como: Gonzaléz (1984), Gomes (2003), Munanga (1996), Bhabha (1991), Louro(2000), Scott (2005), entre outros/as. Caracteriza- se por uma pesquisa qualitativa, pois, pretendemos buscar dados da realidade dos sujeitos investigados os quais não podem ser quantificados. Utilizaremos a história oral como metodologia, a qual tem importância no sentido de trabalhar com os sujeitos, para assim evidenciar suas histórias de vida, pois, os sujeitos trazem em seu cotidiano significações, e a história oral explicita singularidades, e evidencia o caráter processual da vida. E isso ocorre num jogo de articulação de espaços, tempos e nas diferentes dimensões de nós mesmos em busca de um conhecimento e utiliza como instrumentos de investigação entrevistas abertas, as quais foram analisadas na íntegra, pois, acreditamos que ao trabalharmos com as “narrativas da vida” conseguiremos ter uma maior aproximação com o objeto de pesquisa. Esta abordagem permitiu a problematização do objeto da pesquisa a partir de uma análise crítica sobre o processo de emancipação da mulher quilombola através de sua participação política na Associação de Comunidades Remanescentes de Quilombos das Ilhas de Abaetetuba- ARQUIA- na comunidade Arapapuzinho, e isso tudo com um olhar orientado a partir do referencial teórico e da pesquisa de campo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2524613 - BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO
Externo ao Programa - 1354943 - FLAVIO BEZERRA BARROS
Presidente - 2217639 - MARA RITA DUARTE DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 11/06/2018 09:34
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - morango.ufpa.br.morango2