News

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIANELA LAURA QUISBERT

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIANELA LAURA QUISBERT
DATA: 01/11/2017
HORA: 16:00
LOCAL: Sala 001 - Prédio Orlando Cassique
TÍTULO:

Jovens do Norte interagindo com jovens do Sul: um diálogo de saberes ambientais por meio do Facebook


PALAVRAS-CHAVES:

Dialogo de saberes, saber ambiental, educomunicação, interação biorizomatica, Facebook


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Na atualidade, existe a necessidade de refletir acerca da concepção de uma Comunidade Virtual por meio de uma Mídia Social, como o Facebook, e as interações digitais da juventude. Nesta pesquisa, se propõe um espaço virtual que possivelmente gere um diálogo de Saberes Ambientais entre estudantes jovens de quatro escolas de regiões geograficamente diferentes, dois da Região Norte e dois da Região Sul do Brasil. A hipótese a ser confirmada ou refutada após análise dos indicadores de diálogo, consiste na afirmação da possibilidade de diálogos construtores de saberes por meio de uma mídia social a partir de uma concepção educomunicativa e biorizomatica. Neste contexto, se identifica e se avalia quais serão as contribuições que podem surgir a partir da interação para fundamentar uma proposta de sensibilização ambiental da juventude para o respeito ao seu Meio Ambiente, o que se traduz também num respeito entre eles e uma valorização de suas culturas. Os jovens dialogam, criando com sua participação "um espaço que propicia a convivência segura na diversidade" (ISAACS, 1999). Neste processo, se propõe aos jovens um diálogo de sentidos e saberes de coletividade no princípio da complementaridade de práticas ambientais, como defendem Floriani(2007) ou Leff (2013) entre outros.   A partir de alguns indicadores de diálogo como: a ocorrência de eventos de igualdade e empatia dentro do grupo (YANCHELOVICH 2001), a necessidade de horizontalidade (BUBER, 1979) (FREIRE, 1987) e as quatro habilidades a ser desenvolvidas nos jovens como aprender a falar, a ouvir, a suspender os pressupostos e a respeitar (ISAACS, 1999); se realiza uma análise de conteúdo dos comentários que provocaram as interações dos jovens com e sem intervenção. O resultado desta análise permite a confirmação ou não da hipótese proposta e este movimento traz consigo a possibilidade de refletir o que se gerou nos jovens neste intento de diálogo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1808826 - ARIEL FELDMAN
Interno - 1769360 - MARIA SUELI CORREA DOS PRAZERES
Notícia cadastrada em: 16/10/2017 11:33
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - morango.ufpa.br.morango1