News

Banca de QUALIFICAÇÃO: GISELY DAMASCENO FURTADO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GISELY DAMASCENO FURTADO
DATA: 30/06/2017
HORA: 14:00
LOCAL: sala 001
TÍTULO:

Mulheres da pesca: A constituição da identidade feminina à partir da Colônia Z-16 de Cametá-Pa


PALAVRAS-CHAVES:

Identidade. Mulheres Pescadoras Artesanais. Trabalho.


PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Este estudo intitulado Mulheres na Pesca: A Constituição da Identidade a partir da Colônia Z-16 de Cametá-Pa trata da construção identitária das mulheres pescadoras artesanais em Cametá e do enfrentamento para o reconhecimento da atividade desempenhada na pesca artesanal haja vista que a divisão sexual, construída histórico e socialmente, permanece como um obstáculo para sua visibilidade. Analisamos o processo histórico da construção das identidades femininas a partir das relações de trabalho estabelecidas entre homens e mulheres nas comunidades de pescadores artesanais no município cametaense com o objetivo de compreender a relação dialética de afirmação e negação da identidade de pescadora. Privilegiamos o estudo da identidade de pescadora no contexto da implantação do Neoliberalismo no Brasil, isto é, a partir da década de 1980, no sentido de investigar os impactos da reformulação do capitalismo para os sujeitos da pesca artesanal. Buscamos, assim, analisar o mundo do trabalho como elemento de construção identitária bem como identificar a relação das pescadoras com a Colônia de Pescadores Z-16. A metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa, do tipo estudo de caso, junto as pescadoras artesanais associadas a Colônia Z-16. Para o levantamento dos dados usou-se as visitas de campo à Colônia de Pescadores Z-16 e as comunidades de pescadores como estratégia da aplicação das entrevistas semiestruturada e aberta e da observação participante utilizando a análise de conteúdo para tratamento dos depoimentos recolhidos e produção dos resultados. Parte-se do pressuposto de que a experiência compartilhada do trabalho das mulheres na pesca artesanal em Cametá configura-se como elemento potencializador da construção de uma identidade coletiva.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDREA SILVA DOMINGUES
Externo à Instituição - ANNA MARIA ALVES LINHARES
Interno - 2524613 - BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO
Presidente - 1669289 - FRANCIVALDO ALVES NUNES
Interno - 4217639 - MARA RITA DUARTE DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 07/06/2017 08:41
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - castanha.ufpa.br.castanha1