News

Banca de QUALIFICAÇÃO: ELIELMA DO SOCORRO LOBO DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ELIELMA DO SOCORRO LOBO DOS SANTOS
DATA: 31/08/2017
HORA: 09:00
LOCAL: sala 001
TÍTULO:

Micropolítica da Diferença: trajetória e atuação política do movimento GHI


PALAVRAS-CHAVES:

Movimento GHI; Luta por Direitos; Micropolítica.


PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

O estudo intitulado Micropolítica da diferença: trajetória e atuação política do movimento GHI tem por objetivo analisar as questões referentes ao Grupo de Homossexuais de Igarapé-Miri-GHI e as diversas dimensões que se fizeram presentes ao longo de sua história e foram se fortalecendo, sobretudo nas constantes lutas coletivas efetivadas por questões de direitos negados. Com Deleuze e Guattari discute a questão da Micropolítica, bem como o conceito Molar e Molecular e sua relação no plano das teias sociais. Destaca que o século XIX foi marcado por profundas transformações na sociedade brasileira ao promover mudanças estruturais de grande envergadura nas vias discursivas sobre sexualidade e homossexualismo. A construção da problemática de nosso estudo se deu por meio da emergência do movimento GHI, levando em consideração suas lutas e trajetória a partir do processo de reivindicação de direitos voltados à expressão da livre orientação sexual. Metodologicamente, utiliza a cartografia para observação de campo e acompanhamento de processos, como procedimento para a construção de um percurso investigativo e análise processual da pesquisa. A literatura da área aponta a emergência do movimento homossexual no Brasil na década 70, assim como outros movimentos das culturas minoritárias, este período é marcado pela afirmação de um projeto de politização da questão da homossexualidade. Apresenta algumas discussões acerca da sexualidade no cenário mundial, bem como os matizes e os projetos dos movimentos homossexuais no Brasil com ênfase na região Norte no período compreendido desde a década de 1970 até o ano de 2017. A luta por direitos focada na questão da homossexualidade e posteriormente nas questões LGBT, já vem de uma trajetória histórica de muitas décadas, entender essa história que antecede os movimentos atuais é rememorar uma luta de militantes. Este retorno histórico nos permite visualizar e analisar o contexto e as condições de emergência do GHI. Dentre os principais autores-interlocutores da pesquisa podemos citar: Michael Foucault (1998), Gilles Deleuze (1997), Fellix Guattari (1997), Judith Butler (2003; 2008), entre outros. Ressalta-se que o movimento GHI foi fundado no ano de 2001, como uma luta de resistência dos sujeitos inseridos nas chamadas ‘minorias sexuais, porém seu reconhecimento jurídico é adquirido apenas no ano de 2008. Dessa forma, busca-se descrever e analisar esse movimento a partir das micropolíticas de luta das diferenças. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2298298 - GILCILENE DIAS DA COSTA
Presidente - 2299112 - JOSE VALDINEI ALBUQUERQUE MIRANDA
Externo ao Programa - 1152667 - JOSENILDA MARIA MAUES DA SILVA
Externo à Instituição - LUCELIA DE MORAES BRAGA BASSALO
Notícia cadastrada em: 02/06/2017 12:23
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - morango.ufpa.br.morango2