News

Banca de QUALIFICAÇÃO: TEODORO GAIA DE MELO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TEODORO GAIA DE MELO
DATA: 20/06/2017
HORA: 09:00
LOCAL: sala 001 - Campus Cametá- Prédio Orlando Cassique
TÍTULO:

Diálogo de conhecimentos científico e tradicional de alunos/agricultores para uma nova racionalidade de educação para o campo


PALAVRAS-CHAVES:

Diálogo de Conhecimentos. Modernidade e Pós-Modernidade. Educação do Campo.


PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Esta investigação sobre “Diálogo de conhecimentos científico e tradicional de alunos/agricultores para uma nova racionalidade de Educação para o Campo”, objetivou pensar em uma escola às populações do campo com nova racionalidade epistemológica educacional, pautada na valorização e no respeito aos conhecimentos, de acordo com o modo de vida e de filosofia peculiar de cada cultura e região, materializado entre a modernidade e a pós-modernidade. A metodologia que direcionou a pesquisa foi o estudo etnográfico, com abordagem qualitativa, com o uso dos instrumentos metodológicos para o registro: observação, fotografias, gravação em áudio e imagem, entrevista semiestruturada com os sujeitos da pesquisa- alunos/agricultores do ensino médio do curso profissionalizante de Técnico Agrícola, turma 2016, em seu cotidiano nas alternâncias, o que possibilitou presenciar e muitas vezes participar dos seus diálogos de conhecimentos, cruzando o adquirido em forma de aprendizagem direcionada na CFRC/Conhecimento Científico, com o adquirido, em forma de aprendizagem espontânea na propriedade familiar/Conhecimento Tradicional. A pesquisa, em andamento, discute com pensamentos de autores da modernidade e da pós-modernidade, permitindo apropriar-se de conceitos e categorias de cada um deles para pensar em nova racionalidade de educação para o campo neste novo espaço/tempo. O estudo propôs analisar como o encontro dos conhecimentos é exteriorizado pelo aluno/agricultor na CFRC; investigar se o diálogo entre conhecimento científico e tradicional é capaz de promover uma educação para o campo ao aluno/agricultor, possibilitando sua permanência na propriedade familiar; mostrar se a inter-relação de conhecimentos resulta em novo conhecimento ao aluno/agricultor, proporcionando viver e sobreviver em sua propriedade familiar, de forma saudável e sustentável, neste novo espaço/tempo. A pesquisa teve como o objeto de estudo o “diálogo de conhecimentos” e o lócus da pesquisa foi à Casa Familiar Rural de Cametá/PA. A hipótese levantada na pesquisa foi que o aluno/agricultor ao dialogar o conhecimento científico e o conhecimento tradicional é capaz de promover um novo conhecimento que se aproxima do entre modernidade e pós-modernidade de educação, possibilitando emergir uma escola com nova racionalidade epistemológica de educação para campo, pautada na valorização e no respeito ao modo de vida e de filosofia peculiar as famílias do campo, a fim de possibilitá-las viver e sobreviver, em igualdade e equidade de condição educacional, neste espaço/tempo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1255928 - DAMIAO BEZERRA OLIVEIRA
Interno - 2299112 - JOSE VALDINEI ALBUQUERQUE MIRANDA
Externo à Instituição - MARIA DAS GRAÇAS DA SILVA
Notícia cadastrada em: 31/05/2017 10:28
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - jatoba.ufpa.br.jatoba1