News

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARCELO BARROS CAPELA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARCELO BARROS CAPELA
DATA: 15/06/2017
HORA: 14:00
LOCAL: CAMPUS CAMETÁ - SALA 001 - PRÉDIO ORLANDO CASSIQUE
TÍTULO:

POLÍTICA DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO BÁSICA: Indicadores de qualidade do ensino a partir do IDEB e suas implicações na rede Municipal de Cametá/PA


PALAVRAS-CHAVES:

Política de avaliação da educação; IDEB; Indicadores de qualidade.


PÁGINAS: 132
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

O presente texto, intitulado Política de Avaliação da Educação Básica: Indicadores de qualidade do ensino a partir do IDEB e suas implicações na rede Municipal de Cametá/PA, tem por objetivo analisar a política de avaliação da Educação Básica nos marcos da reforma do Estado dos anos de 1990 a partir do IDEB, considerando seus pressupostos e suas implicações para a qualidade do ensino na EMEF Profª Mª Nadir Filgueira Valente da rede municipal de educação de Cametá/Pa, bem como as dinâmicas produzidas no interior desta escola a partir das orientações recebidas dos governos e secretarias de educação sobre tal política. Ao focalizar o IDEB enquanto parâmetro de qualidade nas orientações oficiais, tencionamos analisar as ações político-pedagógicas da escola na confluência das orientações da Secretaria Municipal de Educação sobre o IDEB e o uso deste parâmetro para nortear as suas ações, bem como as da escola frente às orientações da Secretaria e às exigências do IDEB. O recorte cronológico para estudo corresponde ao período de 2007 a 2015, obedecendo as edições do IDEB. A pesquisa orienta-se pela abordagem qualitativa, tendo como técnica de coleta de dados além da revisão da literatura, a análise documental e entrevista semiestruturada a ser aplicada  para os técnicos da educação da Secretaria Municipal de Educação de Cametá  e para os sujeitos docentes, administrativo (gestores) e técnico (coordenador pedagógico) da escola que elegemos para a amostragem de alguns dados. A analise fundamenta-se  no Materialismo  Histórico Dialético, cuja interpretação dos dados tem em vista a análise de suas categorias, pautando-se pelo princípio da mediação, da contradição e da totalidade. Dentre os autores que balizam o texto podemos destacar Carnoy (1984;1988), Cocco & Sudbrack (2012), Coutinho (2012), Dourado & Oliveira (2009), Cassassus (2001; 2013), Dittrich (2012), Chirinéa (2016), R. P. Oliveira & Araújo (2005), Ana P. Oliveira (2011), Krawczyk (2005; 2008), Orso (2011), Paz (2010; 2011), Peroni (2000; 2013), dentre outros. Os resultados preliminares apontam indícios de que a política de avaliação implementada a partir da reforma de 1990 tem forte teor de regulação por parte do Estado, responsabilizando os entes subnacionais pelos resultados. As escolas, como núcleo da gestão, por sua vez, são influenciadas na medida em que secundarizam seu poder de autonomia nas tomadas de decisões, transformando-se em meras executoras de ações  previamente decididas, externa e centralmente, cujo discurso é o de melhoria dos índices educacionais. 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 4217639 - MARA RITA DUARTE DE OLIVEIRA
Externo ao Programa - 3357780 - MARIA EDILENE DA SILVA RIBEIRO
Interno - 1769360 - MARIA SUELI CORREA DOS PRAZERES
Presidente - 3153596 - ODETE DA CRUZ MENDES
Notícia cadastrada em: 25/05/2017 10:31
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - morango.ufpa.br.morango2