News

Banca de DEFESA: ANTONIA LENILMA MENESES DE ANDRADE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIA LENILMA MENESES DE ANDRADE
DATA: 23/03/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Campus Universitário do Tocantins/Cametá
TÍTULO:

MULHERES QUILOMBOLAS DO CRAVO: MOVIMENTO, LIDERANÇAS E IDENTIDADE.


PALAVRAS-CHAVES:

Mulher Quilombola, Movimento Social e Identidade


PÁGINAS: 177
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

No trabalho As mulheres quilombolas do Cravo: Movimento, Liderança e identidade. Discutiremos os processos de empoderamento e liderança de mulheres da Comunidade remanescente de quilombola do Cravo, localizada no município de Concórdia do Pará, na região nordeste do Estado do Pará. Onde teremos como foco central a atuação das mulheres no Movimento de Mulheres Transformadoras do Campo e da Cidade (MMTCCB) e no movimento quilombola. No transcurso deste estudo, levantaremos questões acerca da atuação das mulheres negras no MMTCCB que alicerçou a formação de uma identidade coletiva de gênero e resultou na formação de mulheres nas lideranças da localidade. Também abordaremos a participação de mulheres no processo de regularização das terras quilombolas, ressaltando a importância de suas atuações para a conquista do título definitivo como comunidade remanescente de quilombo. Neste sentido, esta pesquisa faz uma leitura da história das mulheres do Cravo e da organização desta comunidade, através de trajetórias individuais e coletivas de mulheres quilombolas. Para aprofundamento das análises dessa temática, temos como metodologia a História Oral, a partir dos conceitos epistemológicos de Thompson (1992); tal metodologia apresentou-se como adequada aos propósitos desta investigação, pois implica a produção do conhecimento a partir do discurso do sujeito sobre a situação concreta vivida. Possibilita, portanto, abordar e aprofundar um momento específico das trajetórias de vida dos sujeitos na conjuntura presente, retomando elementos de seu passado. Para tal, foram aplicadas entrevistas semiestruturadas e abertas. Além disso, foi feito uso da observação etnográfica, com o trabalho de campos, e análise de documentos escritos. Fontes imagéticas e impressas também foram privilegiadas no procedimento de análise de dados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 4217639 - MARA RITA DUARTE DE OLIVEIRA
Interno - 2524613 - BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO
Interno - 2298298 - GILCILENE DIAS DA COSTA
Externo ao Programa - 1354943 - FLAVIO BEZERRA BARROS
Notícia cadastrada em: 21/03/2016 11:35
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - morango.ufpa.br.morango2