News

Banca de DEFESA: BENEDITO JUNIOR DOS PRAZERES SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BENEDITO JUNIOR DOS PRAZERES SILVA
DATA: 23/02/2024
HORA: 18:00
LOCAL: Campus de Cametá-PPGEDUC
TÍTULO:

A INSERÇÃO SOCIOPROFISSIONAL DOS EGRESSOS DA LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO-LEDOC-UFPA-CAMETÁ: interfaces entre práticas pedagógicas, trabalho, auto-organização e identidade cultural


PALAVRAS-CHAVES:

Egressos da Licenciatura em Educação do Campo; Auto-organização; Prática Pedagógica; Trabalho; Identidade Cultural.


PÁGINAS: 182
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Tópicos Específicos de Educação
ESPECIALIDADE: Educação Rural
RESUMO:

A presente dissertação intitula-se “a inserção socioprofissional dos egressos da Licenciatura em Educação do Campo-LEDOC-UFPA-Cametá: interfaces entre práticas pedagógicas, trabalho, auto-organização e identidade cultural”. A pesquisa tem como objetivo geral: analisar a autoorganização dos egressos das turmas de 2014 e 2015 da Licenciatura em Educação do Campo, Campus Universitário do Tocantins-Cametá (CUNTINS/UFPA) e suas contribuições para a inserção socioprofissional e para a construção de práticas pedagógicas emancipatórias na interrelação com o trabalho e diversidade cultural. Já de maneira específica, almeja: Levantar informações sobre as características socioeconômico, acadêmicas e os espaços de atuação dos egressos, refletir como tem se constituído a auto-organização dos egressos e o processo de luta pela inserção socioprofissional e compreender de que maneira a atuação socioprofissional dos egressos da LEDOC tem inter-relacionado trabalho e identidade cultural para a construção de práticas pedagógicas emancipatórias. A metodologia de pesquisa ancora-se na pesquisa qualitativa, a partir de Bogdan; Biklen (1994) e Minayo (1994). Utilizou-se para coleta de dados questionário semiestrutura online (Google Forms), entrevista com questões abertas, observação participante e o caderno de campo para registros. Para a análise de dados desse material, se deu a partir da Análise Textual Discursiva, proposto por Moraes e Galiazzi (2020). Para subsidiar este estudo, consideramos como categorias teóricas: prática pedagógica, trabalho, autoorganização e identidade cultural inter-relacionados ao paradigma de educação do campo. Desta maneira, contou com as contribuições de autores como: Souza (2007, 2008, 2016); Franco (2015 e 2016), Freire (1987), Marx (1985), Frigotto (2009), Ciavatta (2009), Molina (2021); Caldart (2011); Pistrak (2011, 2013); Janata, Corrêa e Stefanes (2021) e Molina e Pereira (2021) Brito 2017; Hall (2000); Castells (2002); Candau (2008); entre outros. Os resultados revelaram, que as práticas do educador(a) do campo, das águas ou das florestas, reflete práticas pedagógicas emancipatórias na inter-relação com o trabalho e diversidade cultural mediadas nas vivências de suas lutas, seja contra o fechamento de escolas, seja para valorizar o modo de existir dos sujeitos, ou ainda, para acessar o concurso público. Demostrando que a autoorganização dos estudantes e egressos tem contribuído não apenas na luta pela inserção socioprofissional, mas também na construção de resistência, que tem acontecido na sala de aula e para além desse espaço, quando o educador(a) instiga os alunos a pensarem criticamente a sociedade, quando se cria ambientes de discussões com as crianças e jovens, vai se construindo um espaço para estes se auto reconhecerem sujeitos daquele lugar, com uma identidade, cultura, saberes e jeitos específicos. Dessa forma, ao considerar as particularidades das comunidades e sujeitos, os educadores, egressos da LEDOC 2014-2015, revelam práticas emancipatórias na luta por uma educação de qualidade e responsabilidade sociocultural.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2272166 - HELLEN DO SOCORRO DE ARAUJO SILVA
Interno - 2524613 - BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO
Externo ao Programa - 1347712 - SALOMAO ANTONIO MUFARREJ HAGE
Notícia cadastrada em: 15/02/2024 09:40
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - bacaba.ufpa.br.bacaba1