News

Banca de DEFESA: VALDRIANA LIRA DA COSTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VALDRIANA LIRA DA COSTA
DATA: 27/09/2023
HORA: 09:00
LOCAL: UFPA
TÍTULO:

DA COMUNIDADE À UNIVERSIDADE: uma análise do percurso acadêmico dos quilombolas estudantes de Boa Vista, Baião-PA (2018-2023)


PALAVRAS-CHAVES:

Quilombolas; Ações Afirmativas; Educação Superior; Política de Cotas.


PÁGINAS: 145
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Analisamos o percurso acadêmico de quilombolas estudantes da comunidade Boa Vista, no município de Baião/PA na UNIFESSPA, explorando as condições de acesso e permanência, para mapear o percurso acadêmico dos quilombolas estudantes que ingressaram na UNIFESSPA pela política de ações afirmativas; conhecer a trajetória dos quilombolas estudantes da comunidade Boa vista na UNIFESSPA; compreender os entraves encontrados e seus possíveis desdobramentos; entender as alternativas encontradas pelos quilombolas estudantes para suprir as necessidades com as quais se depararam; e refletir sobre os impactos socioculturais do processo seletivo especial (PSE) para os quilombolas estudantes e no quilombo de pertencimento. A partir da questão-problema como tem sido o percurso acadêmico dos estudantes da comunidade quilombola Boa Vista, no que tange a permanência na Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará – UNIFESSPA. Buscou-se estudar alguns autores, como: Bourdieu (1983), Bosi (1994), Gomes (1997), Thompsom (1997), Pinto (1999), Leite (2000), Fabrini (2006), Bourdieu (2007), Nogueira (2008), Domingues e Gomes (2013), Silva (2014), Nascimento (2016), Santos (2017), Meireles (2020), Pinto (2021), Farias (2021); Costa e Medeiros (2022), Lopes (2022), Moehlecke (2002), Munanga, (2005), Alves (2020), dentre outros. Neste sentido, o uso de entrevistas em profundidade, a partir do uso do método autobiográfico, foi um dos métodos utilizados, dada a participação forte do indivíduo, o qual tem o compromisso com o processo de reflexão a partir de seu interesse e a compreensão do outro e de si, tendo em vista minha experiência na Universidade Federal do Pará (UFPA), com a técnica da história oral. Para a obtenção dos dados o uso dos recursos da mídia digital WhatsApp, posteriormente conversas interpessoais in loco a fim de conhecer a percepção dos discentes entrevistados em relação à vivência na universidade. Os resultados indicam que a presença de quilombolas de Boa Vista na educação superior teve um aumento relevante passando de dois estudantes na UFPA em 2016 e 2023 para 16 na UNIFESSPA no ano de 2023, para além das questões relacionadas à permanência na universidade, pois todos os colaboradores são dependentes da bolsa para a permanência na UNIFESSPA. Portanto, mesmo com as dificuldades encontradas na permanência acadêmica, dos seis estudantes do quilombo Boa Vista que participaram da pesquisa, apenas dois narraram a desistência do curso no momento, nos cursos de História e de Engenharia Mecânica, os demais seguem enfrentando as dificuldades do ensino superior e mais os desafios para seguir como quilombolas na universidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2541304 - FRANCILENE DE AGUIAR PARENTE
Interno - 2524613 - BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO
Interno - 1740753 - VILMA APARECIDA DE PINHO
Externo ao Programa - 2171317 - MARIA DO SOCORRO RAYOL AMORAS
Notícia cadastrada em: 20/09/2023 11:29
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - bacaba.ufpa.br.bacaba2