News

Banca de QUALIFICAÇÃO: FABIANY MARCELA SOUSA DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FABIANY MARCELA SOUSA DOS SANTOS
DATA: 28/06/2023
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Defesa do PPGEDUC
TÍTULO:

DOS RIOS DA EXISTÊNCIA À REXISTENCIA PELOS RIOS: o navegar de alunos ribeirinhos na Amazônia Tocantina pelo direito à educação.


PALAVRAS-CHAVES:

Territórios ribeirinhos. Escola do campo. Direito à educação. Resistencia.


PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Tópicos Específicos de Educação
ESPECIALIDADE: Educação Rural
RESUMO:

Este trabalho analisa a garantia do direito à educação do campo no trato especifico da oferta do ensino médio aos egressos do ensino fundamental da EMEIF de Ajaraí, escola ribeirinha no município de Cametá-Pa. Para tanto, busca-se problematizar a garantia do direito a educação básica nos territórios do campo na Amazônia cametaense. Com tudo, procurou-se compreender essas relações a partir dos eixos de análise - direito à educação, educação do campo e políticas públicas educacionais aos territórios ribeirinhos. Como concepção metodológica, essas análises se sustentam no referencial do materialismo histórico dialético (MARX, 2008) por reconhecer que as categorias totalidade, contradição e mediação são fundamentais na compreensão de como as relações histórico- sociais estruturam a materialidade do processo educativo e legal dos povos do campo ribeirinho na singularidade amazônica. Dessa forma, para discutir sobre a categoria de educação do campo e seu contexto legal, sustentamo-nos nas ideias de Caldart, (2004), Molina e Fernandes (2004), Arroyo (2012), Hage (2011); na perspectiva da fundamentação sobre as políticas públicas educacionais, apoiou-se em Vieira (2001) e Kolling (2004) e no debate sobre o direito à educação se destacam Bobbio (2004), Pinto (2014). Como resultados iniciais, a pesquisa revela a negligencia e marginalização em que os estudantes do campo permanecem quanto a garantia do direito a educação nos seus territórios, refletidos nas políticas ineficazes e descontextualizadas pensadas ao campo ribeirinho e seus sujeitos, o que tem dificultado o acesso e a permanência dos educandos a um ensino médio com qualidade social em seus próprios territórios.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1769176 - ERALDO SOUZA DO CARMO
Interno - 2272166 - HELLEN DO SOCORRO DE ARAÚJO SILVA
Interno - 1769360 - MARIA SUELI CORREA DOS PRAZERES
Externo ao Programa - 2321894 - DORIEDSON DO SOCORRO RODRIGUES
Notícia cadastrada em: 29/06/2023 11:11
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - morango.ufpa.br.morango1