News

Banca de DEFESA: ANDERSON CONCEICAO DE MORAES ANDRADE

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDERSON CONCEICAO DE MORAES ANDRADE
DATA: 23/06/2023
HORA: 14:00
LOCAL: meet.google.com/tem-rmjn-zrc
TÍTULO:

PERSPECTIVAS DE PROFESSORES(AS) SOBRE O “NOVO” ENSINO MÉDIO: flexibilização curricular, protagonismo juvenil e infraestrutura na escola em tempo integral no município de Limoeiro do Ajuru


PALAVRAS-CHAVES:

“novo” ensino médio; flexibilização curricular; protagonismo juvenil; ensino médio em tempo integral; infraestrutura.


PÁGINAS: 170
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Planejamento e Avaliação Educacional
ESPECIALIDADE: Política Educacional
RESUMO:

O presente trabalho analisa aspectos formativos do processo de implementação do “Novo”
Ensino Médio e suas implicações para a educação das juventudes de Limoeiro do Ajuru/PA, a
partir das perspectivas de professores(as) da escola estadual Professor João Ludovico, que faz
parte da Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo
Integral, instituída pela Lei n.º 13.415/2017. A pesquisa promoveu revisão bibliográfica e
análise documental sobre a atual reforma do ensino médio, na qual foi possível identificar a
dualidade educacional e a diferenciação escolar como marcas do ensino secundário no Brasil
que tendem a ser aprofundadas pelo “Novo” Ensino Médio. Realizou-se ainda pesquisa
exploratória do tipo estudo de campo, utilizando-se como instrumento de coleta de dados
entrevistas semiestruturadas com professores(as) que atuam no Ensino Médio em Tempo
Integral da escola Professor João Ludovico desde o início da implantação do programa na
referida instituição, bem como a observação direta do pesquisador. A análise dos dados
utilizou a técnica de análise de conteúdo, por meio da qual depreenderam-se as seguintes
categorias: flexibilização curricular, protagonismo juvenil e infraestrutura no Ensino Médio
em Tempo Integral. A pesquisa demonstra que o processo reformista não considerou as
realidades das juventudes da Amazônia, no caso de Limoeiro do Ajuru/PA, especialmente a
dos ribeirinhos. Compreendeu-se que a flexibilização curricular implementada pela atual
reforma prejudica os aspectos formativos das juventudes de Limoeiro do Ajuru/PA ao limitar
a carga horária para uma formação geral, destacando que boa parte dos sujeitos da pesquisa
rejeitam essa flexibilização, bem como a ideia de protagonismo juvenil de base neoliberal,
porém, isto não se dá de forma fundamentada em bases teóricas. Além disso, evidenciou que a
infraestrutura inadequada compromete a qualidade da educação no Ensino Médio em Tempo
Integral na escola estudada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1269545 - JOAO PAULO DA CONCEICAO ALVES
Interno - 2321894 - DORIEDSON DO SOCORRO RODRIGUES
Interno - 3425816 - JOAO BATISTA DO CARMO SILVA
Externo ao Programa - 2153065 - MARIA DO SOCORRO DA COSTA COELHO
Notícia cadastrada em: 22/06/2023 16:30
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - castanha.ufpa.br.castanha1