News

Banca de QUALIFICAÇÃO: BENEDITO JUNIOR DOS PRAZERES SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BENEDITO JUNIOR DOS PRAZERES SILVA
DATA: 23/06/2023
HORA: 10:00
LOCAL: Sala de Defesa do PPGEDUC - Campus de Cametá-UFPA
TÍTULO:

PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO NO CAMPO: DA ATUAÇÃO DOS EGRESSOS DA LEDOC ÀS PRÁTICAS QUE REFLETEM RESISTÊNCIA


PALAVRAS-CHAVES:

Educação do Campo; Práticas Pedagógicas; Prática Educativa; Trabalho; Identidade Cultural.


PÁGINAS: 110
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Tópicos Específicos de Educação
ESPECIALIDADE: Educação Rural
RESUMO:

O presente texto, constitui-se em um relatório de mestrado, da dissertação em construção intitulada “A Prática Pedagógica na Educação no Campo: da atuação nos egressos na LEDOC às práticas que refletem resistência”. A pesquisa tem como objetivos: Analisar como tem se mostrado as práticas pedagógicas a partir da atuação dos egressos das Ledoc do Campus Universitário de Cametá; Identificar o perfil socioeconômico e os espaços de atuação dos egressos; Discutir os desafios e limitações enfrentadas pelos educadores do campo egressos da Ledoc na materialidade de sua prática; e Verificar se ações pedagógicas desenvolvidas pelos egressos da Ledoc refletem a construção de práticas de resistência. A metodologia de pesquisa ancora-se na pesquisa qualitativa, a partir de Bogdan; Biklen (1994) e Minayo (1994), com utilização de elementos da história oral, especificamente da história de vida, considerando as contribuições de Portelli (2016), Thomson (1997) e Chamon (2019) para qualificar a  memória educativa como elemento potencializador da coleta de dados. Utilizou-se para coleta de dados um questionário semiestrutura online (Google Forms) e uma entrevista com questões abertas e caderno de campo para registros, já a análise de dados para esse material, se deu a partir da Análise de Conteúdo, proposto por Bardin (1977). Para subsidiar este estudo, consideramos como categorias teóricas: a prática pedagógica, trabalho e identidade cultural inter-relacionados ao paradigma de educação do campo, neste sentido, contou-se com as contribuições de autores como: Souza (2005, 2006, 2007, 2008, 2016); Franco (2015 e 2016), Freire (1987), Marx (1985), Lukács (1981), Frigotto (2009), Ciavatta (2009), Arroyo;  Caldart; Molina (2011), Hage; Molina; Silva; Anjos (2018); Hall (2000); Castells (2002); Candau (2008); Aranha (1996); Santos (1983) Bauman (2005); entre outros. Nos resultados identifica-se o perfil socioeconômico dos egressos participantes da pesquisa e também os espaços de atuação a partir de seus local de moradia, movimentos socias, trabalho e na continuidade de seus estudos, que constituem-se em diversas territorialidades. Também apresenta-se um quadro com falas a partir das entrevistas que subsidiará a construção dos dois capítulos finais do deste trabalho


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2272166 - HELLEN DO SOCORRO DE ARAÚJO SILVA
Interno - 2524613 - BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO
Externo ao Programa - 1347712 - SALOMAO ANTONIO MUFARREJ HAGE
Notícia cadastrada em: 12/06/2023 11:07
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - jatoba.ufpa.br.jatoba2