News

Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIA FRANCISCA RIBEIRO CORREA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIA FRANCISCA RIBEIRO CORREA
DATA: 24/06/2015
HORA: 09:00
LOCAL: SALA 001 - PPGEDUC - CAMETÁ-PA
TÍTULO:

IDENTDADE DOCENTE: Representações de Professores/as da Comunidade do Rio Quianduba em Abaetetuba através das narrativas ribeirinhas.


PALAVRAS-CHAVES:

Identidade. Representação. Trabalho. Cultura. Narrativas.


PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

A presente abordagem busca analisar de que maneira as representações da identidade docente são construídas e veiculadas na oralidade da Comunidade do Rio Quianduba e suas repercussões na prática docente no contexto escolar. Essa comunidade está localizada no assentamento da Ilha Quianduba no Município de Abaetetuba, Estado do Pará onde fazemos uma reflexão no sentido de repensar a identidade docente ‘por dentro’ da profissão e pelos seus sujeitos, o que até então tem sido feito mais pela tradição pedagógica do que pela tradução dos sentidos, desejos e saberes dos professores. A temática sobre a identidade é abordada a partir de uma visão psicossocial, em um diálogo entre a Psicologia Social e a Cultura numa relação com o pensamento marxista, especificamente, pensando a identidade enquanto metamorfose, formada e transformada no interior das relações sociais permeadas pela cultura, sendo um processo dinâmico de construções constantes e permanentes. Nesse sentido no primeiro capítulo apresentamos uma discussão sobre os caminhos da pesquisa situando o lócus em que nosso objeto é analisado sob as bases do materialismo histórico dialético através do uso das narrativas orais como fonte de informações e análises a identidade docente ribeirinha, especificamente a partir da adoção da técnica de Grupo Focal como fonte de coleta de dados, além de observação do cotidiano da prática docente na Escola Municipal Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. No segundo capítulo fazemos uma reflexão sobre a importância de analisar a identidade docente enquanto construção social considerando a relação entre identidade, cultura e os saberes docentes. Finalmente no terceiro capítulo retomamos a discussão sobre a identidade docente porém vislumbrando as representações de Professores/as que são construídas e veiculadas no contexto da Comunidade de Quianduba considerando o conteúdo das narrativas obtidas a partir da pesquisa de campo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1255928 - DAMIAO BEZERRA OLIVEIRA
Externo à Instituição - MARIA DAS GRAÇAS DA SILVA
Interno - 2181917 - RAIMUNDO NONATO DE OLIVEIRA FALABELO
Presidente - 2278773 - WALDIR FERREIRA DE ABREU
Notícia cadastrada em: 03/06/2015 11:41
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - bacaba.ufpa.br.bacaba1