News

Banca de QUALIFICAÇÃO: GILDECI SANTOS PEREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GILDECI SANTOS PEREIRA
DATA: 26/06/2015
HORA: 10:00
LOCAL: SALA 002 - PPGEDUC - CAMETÁ-PA
TÍTULO:

PLANO DE AÇÕES ARTICULADAS (PAR): CONFIGURAÇÕES DA GESTÃO EDUCACIONAL NA REDE DE ENSINO MUNICIPAL DE MARABÁ/PA


PALAVRAS-CHAVES:

Plano de Ações Articuladas (PAR); Gestão Educacional; Conselhos e Controle Social.


PÁGINAS: 152
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Administração Educacional
RESUMO:

Este texto é o produto parcial da pesquisa de Mestrado em Educação vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Educação e Cultura – PPGEDUC/UFPA/CUNTINS que tem como objetivo analisar a concepção de gestão da educação do município de Marabá, a partir da implementação do Plano de Ações Articuladas (PAR). Trata-se de um estudo de natureza qualitativa, que subsidia as diretrizes e princípios no PAR na ótica oficial a partir do que está posto nos documentos e as possíveis iniciativas democráticas que decorreram do plano a partir de 2007. Utilizamos como base os indicadores que tratam da existência e funcionamento dos Conselhos deliberativos e de controle social. Assim, a Secretaria de Educação Municipal é o campo empírico tendo sido eleito 03 (três) dos conselhos para compor o universo da pesquisa: Conselho Municipal de Educação (CME), Conselho de Alimentação Escolar (CAE) e Conselho do FUNDEB pelo potencial democrático que podem vir a ter, se forem referenciados nos princípios democráticos de uma educação pública de qualidade social e também por se constituírem enquanto conselhos gestores de políticas públicas, que propõe um potencial de contato e diálogo na relação entre o Estado e a sociedade civil. O recorte temporal compreende o período de 2007 a 2014, que correspondem as duas versões do PAR (2007 a 2011) e (2011 a 2014). Dentre as técnicas prevê-se estudo de documentos e realização de entrevistas semiestruturadas com um total de 08 (oito) sujeitos, sendo: o Secretário Municipal de Educação de Marabá e dois técnicos da SEMED que acompanhe o PAR/ Comitê Local – um do primeiro PAR e outro, do segundo; o presidente do Conselho Municipal de Educação e mais um membro deste representante não governamental; o Presidente do Conselho do FUNDEB, o presidente do Conselho de Alimentação Escolar e ainda um técnico que trabalhe na orientação das escolas sobre Conselho Escolar. Os sujeitos (dirigentes municipais, comitê gestor) foram indicados como informantes por serem privilegiados das informações a respeito do objeto, pois suas inserções atuando nos Conselhos deliberativos e de controle social no município, participando na tomada de decisões para implementação e autonomia na adesão de uma política que propõe ações de gestão e práticas democráticas sinaliza para uma conduta positiva da gestão local. Pelo estudo dos documentos evidencia-se que embora esses colegiados assumam categorias importantes na organização da educação, a gestão é gerencial com ênfase nos resultados, na medida em que incentiva a manutenção de um sistema de avaliação em larga escala, orientado para busca de resultados e focado na aprendizagem dos alunos, além da instituição de mecanismos de indução para cumprimento de metas do IDEB que são elementos da gestão gerencialista, ainda que haja um forte discurso acerca da gestão democrática.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1808826 - ARIEL FELDMAN
Externo ao Programa - 1152673 - DALVA VALENTE GUIMARAES GUTIERRES
Interno - 146.656.202-10 - GILMAR PEREIRA DA SILVA - UFRN
Presidente - 3153596 - ODETE DA CRUZ MENDES
Notícia cadastrada em: 03/06/2015 17:43
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - morango.ufpa.br.morango2