News

Banca de QUALIFICAÇÃO: SILVIA DE LIMA BATISTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SILVIA DE LIMA BATISTA
DATA: 21/06/2022
HORA: 15:00
LOCAL: Universidade Federal do Pará (UFPA), Campus Universitário do Tocantins/Cametá
TÍTULO:

Para além de um ensino formal: Uma escola no/do quilombo na comunidade de Igarapé Preto/Oeiras do Pará


PALAVRAS-CHAVES:

Educação diferenciada; Memória; Discurso; Amazônia Tocantina.


PÁGINAS: 71
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
SUBÁREA: Currículo
ESPECIALIDADE: Currículos Específicos para Níveis e Tipos de Educação
RESUMO:

A presente pesquisa de mestrado intitulada Para além de um ensino formal: Uma escola no/do quilombo na comunidade Igarapé Preto/Oeiras do Pará busca compreender a relação do ensino formal no âmbito educacional nas Lei 9.394/96 – Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) e Lei 10.639/2003, que obrigam a inserção da cultura afro-brasileira no currículo escolar”. Neste contexto, buscamos interpretar como estão sendo trabalhadas no ensino formal, no espaço escolar institucionalizado pelo Estado. Como pesquisadores(as) sociais e militantes da Educação, buscamos, nesta pesquisa, interpretar os discursos de e sobre o sentido da escola formal no quilombo de Igarapé Preto/Oeiras do Pará, para, assim, dialogar/problematizar práticas educativas como saberes diferenciados e seus entrelaçamentos com as políticas públicas do Brasil. Tendo como objetivos específicos, compreender o sentido da escola e de ser professora/professor negro no e para o quilombo de Igarapé Preto/Oeiras do Pará, analisando manutenção da tradição afro-brasileira as relações dos saberes tradicionais no e para o quilombo dentro do espaço escolar e não escolar, no e para o quilombo. Filiamos teoricamente à Histórica Social e à Pedagogia Crítica, realizamos um levantamento bibliográfico em plataformas digitais acadêmicas e periódicos científicos, objetivando à composição do corpus de análise, efetivamos a prática da História Oral e da Etnografia, que, em tempos de pandemia, nos permitiram realizar as entrevistas com auxílio de novas tecnologias digitais e ou de gravações com toda a segurança conforme orientações dos órgãos de saúde. Metodologicamente, utilizamos de entrevistas através de diálogos momentos em que cada narrador respondeu sobre suas práticas educativas utilizando a oralidade a partir de memórias individuais e coletivas. No referencial teórico utilizado estão autores como: Certeau (1995), Domingues (2004), (2013), (2017), Hall (2003), (2006), Pollak (1992), Portelli, (1997), Bosi (1998), Sarlo (2007), Kubik (2008), Pinto (2004), Comaroff, J & Comaroff (2010), Santos (2015), Halbwachs (1993), Geertz (1989), Almeida (2019), Amado (2002), Negrão (1988), Leite (2000), Gomes (2006), Orlandi (2007), Scott (1995), Pêcheux (1969), (1988), Fenelon (2004), Schmidt e Mahfoud (1993), (2020), Candau (2008), Walsh (2009), Castro (2018), Hage (2008), Freire (1983), (1997), Brasil (2003), (2016), Constituição (1988). O espaço escolar institucionalizado, nosso locús de estudo, foi a E.M.E.F Zumbi dos Palmares, em que traz toda uma historicidade pautada de lutas e resistências marcadas pelas memórias e práticas culturais dos povos africanos e afro-brasileiros que nos conduziu a problematizar este espaço escolar e seu saber docente como uma possibilidade de educação antirracista e intercultural, assim, valorizando os saberes diferenciados nos espaços escolares e não escolares a partir de uma proposta pedagógica de educação do quilombo e não no quilombo. Nesta direção, foram interpretados os sentidos(s) da escola formal no quilombo de Igarapé Preto/Oeiras do Pará. A proposta desta pesquisa realizou um olhar histórico e político e isso significa aceitarmos o desafio de compreendermos o trabalho com as memórias rememoradas. Na pesquisa, o trabalho da memória contribuiu para percebemos as mudanças a partir do olhar do próprio sujeito.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 3159363 - LUCAS RODRIGUES LOPES
Interno - 2524613 - BENEDITA CELESTE DE MORAES PINTO
Externo ao Programa - 3285940 - ANDREA SILVA DOMINGUES
Externo à Instituição - CANDIDA SOARES DA COSTA
Notícia cadastrada em: 06/06/2022 15:50
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - castanha.ufpa.br.castanha2