Dissertações/Teses

Clique aqui para acessar os arquivos diretamente da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da UFPA

2024
Descrição
  • MARCOS FABRICIO DA COSTA MATTOS
  • "BRASIL, MOSTRA TUA CARA: AS (IN)VISIBILIDADES ESTATÍSTICAS DE LGBTQIAP+"

  • Orientador : BRUNO RAFAEL DIAS DE LUCENA
  • Data: 12/03/2024
  • Mostrar Resumo
  • A presente dissertação traz à tona a relevância das discussões sobre os dinamismos e a compreensão das identidades LGBTQIAP+ em suas múltiplas cotidianidades envolvendo as relações de gênero e a diversidade sexual no contexto sociopolítico brasileiro. Trata-se de um estudo fundamentado na premissa constitucional de 1988, que afirma ser dever do Estado promover o bem-estar de todos, sem preconceito de origem, cor, idade e quaisquer forma de discriminação. Assim, sua importância justifica-se em três aspectos: a) Social, visto que a temática sobre promoção da cidadania a populações vulneráveis é um debate atual em vários campos, apontando constantes transformações e, consequentemente, avanços e retrocessos na sociedade brasileira nos últimos trinta anos; b) Acadêmico, pois pesquisas relacionadas à LGBTfobia são de suma magnitude para incentivar estudos sobre a prática, delimitação e análise deste tipo de violência, como forma, inclusive, de enfrentamento a todo tipo de violências e preconceitos, dando grande contribuição aos meios científicos, sociais e políticos e, a partir desse entendimento, observou-se também que ainda não há no banco de dados da PPGAD/UFPA o debate acerca da Gestão Organizacional relacionado a população LGBTQIAP+ configurando o ineditismo do trabalho. c) Prático Institucional, já que pode auxiliar na criação, implementação e manutenção de políticas, enquanto conquista de direitos aos LGBTQIAP+ no país. Diante disto, a pesquisa dedicou-se, sobretudo, a qualificar a cidadania desta população, compreendidos na concepção dos Direitos Humanos, com o intuito de concretizá-la, utilizando, como possível instrumento, indicadores Estatísticos, gerados pelas organizações, neste caso, o IBGE, para a efetividade das atuais políticas realizadas pelo Estado brasileiro. Logo, entendendo, que a problemática da discriminação perpassa a interseccionalidade de variados marcadores sociais, constituintes da sociedade brasileira, o estudo buscou responder à questão: Qual a importância da adoção dos termos “orientação sexual” e identidade de gênero” nos instrumentos governamentais para a dinâmica das políticas públicas aos LGBTQIAP+? Para a consecução desse propósito, o percurso metodológico foi através da pesquisa qualitativa, assim como revisão sistemática e bibliográfica de temáticas necessárias para interpretação crítica e construtiva no que cerne a identificação dos processos políticos, identitários dos movimentos e as violações de seus direitos. Valeu-se, ainda, de análise documental das atividades realizadas, quanto a implementação de políticas públicas circunscritas no Brasil, nas esferas legislativa, judiciária e executiva no período de 1992 até 2022. Os resultados direcionaram para uma observação eminentemente histórica e de resgate da memória de lutas do movimento LGBTQIAP+ e as particularidades de suas conquistas, através de programas, planos e políticas implementadas no percurso temporal supracitado, se apresentando como avanços, mas ao mesmo tempo não tão eficazes, com repletas falhas e momentos de retrocessos. Outra evidência são os descompassos de atuação entre as instituições governamentais quanto as tratativas e resolutivas as demandas LGBTQIAP+. Portanto, certificou-se no curso da pesquisa que na conjuntura contemporânea brasileira, não há dados oficiais desta população, na qual são ferramentas importantes para legitimação de cidadania e garantia de direitos. Logo, como produto, esta pesquisa de suma significância apresenta-se como uma contribuição para o presente e futuros debates quanto a questões acerca da população LGBTQIAP+ no Brasil.

  • AYARA LETICIA BENTES DA SILVA
  • PREVALÊNCIA DA SÍNDROME DE BURNOUT ENTRE ENTREGADORES CICLISTAS DE APLICATIVO


  • Data: 04/03/2024
  • Mostrar Resumo
  • As mudanças no mercado de trabalho, aliadas à intensificação da concorrência e da flexibilização das leis trabalhistas, trouxeram novos riscos à saúde dos trabalhadores e à produtividade organizacional. Este ambiente competitivo e dinâmico pode, muitas vezes, levar a um adoecimento profissional com patologias de cunho psicológico como: depressão, Síndrome do pânico, distúrbios de ansiedade e a Síndrome de Burnout (SB). Nesta era de avanço tecnológico, um arranjo de trabalho que está se apresentando como tendência na sociedade é a Gig Economy. Há um foco de pesquisas sobre essa economia que investiga como funciona a prestação de serviço a partir dos comandos da plataforma digital, porém faltam estudos com foco na saúde e na qualidade de vida desses trabalhadores. Esse cenário, somado ao elevado número de profissionais afastados de seu trabalho acometidos com a Síndrome de Burnout, torna oportuno um estudo para investigar a prevalência da Síndrome em entregadores ciclistas de aplicativo, os quais representam uma das categorias profissionais presentes nesta economia. O presente estudo foi desenvolvido por meio de uma pesquisa quantitativa com 159 entregadores ciclistas que trabalham por meio de aplicativos de comida e perecíveis. A análise de regressão linear múltipla permitiu examinar a relação entre uma variável dependente (Burnout) e cinco variáveis independentes (idade, horas de trabalho diárias, falta de treinamento do entregador, falta de local para descanso e número de acidentes de trabalho). Constatou-se que as variáveis horas de trabalho por dia e acidentes de trabalho são preditoras da Síndrome de Burnout.

  • CAITTO ARROYO VASCONCELLOS
  •  

    CULTURA E COMPORTAMENTOS DE CIDADANIA ORGANIZACIONAL EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR: Uma aplicação de Modelagem de Equações Estruturais

  • Data: 16/02/2024
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo tem como objetivo analisar como diferentes características culturais afetam oComportamento de Cidadania Organizacional (CCO) em Instituições de Ensino Superior(IES). Para tanto, foi feita uma survey exploratório-descritiva, de natureza quantitativa, juntoa 401 servidores de uma Universidade Federal, localizada no estado do Pará/Brasil. Oquestionário utilizou a escala de Avaliação da Cultura Organizacional (OCAI) e deComportamento de Cidadania Organizacional (CCO). Os dados foram tratados utilizando atécnica de modelagem de equações estruturais por mínimos quadrados parciais (PLS-SEM),por meio do software SmartPls4®. Como resultado, verificou-se predominância das culturashierárquica e clã, além de altos escores de CCO, tanto orientado aos indivíduos (CCO-I),quanto às organizações (CCO-O). Concluiu-se que os CCO-I são impactados positiva esignificativamente pelas culturas clã (H1a), adhocrática (H3a) e de mercado (H4a), enquantoos CCO-O são influenciados pelas culturas clã (H1b), hierárquica (H2a) e adhocrática (H3b).A pesquisa avança teoricamente na compreensão do papel do CCO e sua inter-relação noambiente de trabalho. Espera-se que os resultados orientem gestores na formulação deestratégias organizacionais, especialmente do âmbito público

  • SABRINA BIANCA DA SILVA ALVES
  •  

    A QUALIDADE DOS TREINAMENTOS NA PERCEPÇÃO DO TÉCNICO ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO E A RELAÇÃO COM A SATISFAÇÃO E A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

  • Data: 24/01/2024
  • Mostrar Resumo
  •  

    O objetivo desta pesquisa foi avaliar a qualidade dos serviços de treinamento e capacitação ofertados por uma instituição pública por meio da comparação entre expectativa e experiência do cliente servidor técnico administrativo em educação e sua relação com a satisfação no ambiente de trabalho e a qualidade de vida no trabalho. Para verificar a eficácia do programa de treinamento do Instituto Federal do Pará – Campus Avançado Vigia, local desta pesquisa, foi utilizado o modelo SERVQUAL, um questionário composto por 22 questões que englobam 5 dimensões de qualidade, as quais foram selecionadas a partir de levantamentos bibliográficos, apontadas como relevantes para este estudo. O modelo SERVQUAL se mostrou eficaz para avaliar a qualidade do serviço e para identificar lacunas que precisam ser abordadas para melhorar o desempenho da organização. Para identificar o nível de satisfação dos servidores com o trabalho, foi aplicado o questionário QWLQ-bref, o qual avalia quatro domínios da qualidade de vida no trabalho (QVT). Esse é composto por 20 questões, o que torna a pesquisa mais célere. Os resultados revelaram uma correlação positiva entre as dimensões de qualidade do serviço de treinamento e os domínios da QVT, corroborando os estudos realizados e apontados nesta pesquisa. Também foram confirmadas as lacunas existentes entre expectativa e resultado relacionados à qualidade do serviço de treinamento.  Como sugestão para pesquisas futuras, sugere-se aplicar os questionários em outras unidades da esfera pública federal, com o objetivo de promover a generalização e redução dos vieses.

2023
Descrição
  • CHIARA FERNANDA GOMES SANTANA
  •  

     EFICIÊNCIA NO ENSINO FUNDAMENTAL: UMA ANÁLISE POR REGIÃO DE INTEGRAÇÃO DO ESTADO DO PARÁ 2012 A 2020.

  • Data: 01/09/2023
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo teve como objetivo investigar quais regiões de integração são consideradas ineficientes na aplicação dos seus recursos. A pesquisa se estrutura, a partir das discussões propostas pelo referencial teórico ao longo de dois capítulos que abordam a teoria e o modelo de Administração Pública Gerencial embasados no princípio da eficiência, conforme o modelo proposto por Bresser-Pereira nos anos 90, destacando os marcos regulatórios, e por fim, uma revisão da literatura, com base em Povedano et al. (2021). Para isso, utilizou-se a Análise Envoltória de Dados – (DEA- modelo BBC) orientada a output, que possibilita analisar comparativamente a eficiência das Unidades Tomadoras de Decisão (DMUs). Para mensurar a eficiência dos gastos dos municípios, foram utilizados dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) e do Portal da Transparência da Procuradoria Geral do Estado. Os resultados do DEA indicaram que a RI do Tocantins obteve o menor score de eficiência, com rendimentos crescentes de escala, indicando que para alcançar a eficiência, são necessárias utilizações ótimas dos insumos, necessitando de algumas reduções nos seus números de docentes e escolas para que cada município permaneça na fronteira de produção e a eficiência de escala obteve média de 0.3968. Esses resultados mostram que os municípios do estado do Pará necessitam urgente ter uma melhor utilização dos insumos em relação aos gastos, o que pode ter sido causado pela má aplicação de recursos públicos, que deve ser revisada pelos Prefeitos e pelo Governador do Estado do Pará, com a inserção de políticas públicas para reverter esse quadro de ineficiência no ensino fundamental.

     

  • GABRIEL RODRIGUES DE OLIVEIRA GADELHA
  • OS DESAFIOS DO EMPREENDEDORISMO LGBTQIAPN+: UM MAPEAMENTO DO CENÁRIO ATUAL


  • Data: 03/08/2023
  • Mostrar Resumo
  • Empreendedorismo, Identidades de Gênero e Orientação Sexual ainda são analisados, em sua maioria, sob a perspectiva do indivíduo ou da organização, à medida em que as pesquisas se debruçam acerca do preconceito e da discriminação ou sobre como as organizações estão se estruturando para resolver esta problemática. Nesse contexto, o objetivo deste estudo foi investigar o cenário atual do Empreendedorismo LGBTQIAPN+, mapeando o panorama científico atual e identificando principais barreiras e desafios, perfil das pessoas empreendedoras, práticas de gestão e motivação empreendedora. Para atingir o alvo de pesquisa, foram realizados dois estudos independentes, mas complementares em si. O primeiro estudo está orientado em delimitar o cenário da literatura científica na pesquisa sobre Empreendedorismo LGBTQIAPN+, por meio de uma Revisão Sistemática da Literatura (RSL) baseada em Kraus et al. (2020), Page et al. (2021) e Tranfield et al. (2003). Após a condução do método, foi possível delimitar o campo científico em torno do tema, identificando três momentos da pesquisa sobre os temas: existência de empreendedores LGBTQIAPN+ e comparativos com empreendedores heterossexuais; modo de empreender da comunidade LGBTQIAPN+; teorias da administração orientadas à motivação empreendedora. Sobre os temas de pesquisas, o que se destaca são as dificuldades enfrentadas pelas pessoas empreendedoras LGBTQIAPN+, motivação para empreender, como empreendem e como reagem ao mercado heteronormativo. A segunda parte do estudo utilizou um questionário com três seções distintas para a identificação do cenário do Empreendedorismo LGBTQIAPN+. A base amostral da pesquisa abrangeu diversas identidades de gênero e orientações sexuais, não se limitando a empreendedores gays e lésbicas como em outros estudos. Foi possível afirmar que há uma dissonância entre o potencial empreendedor com a ausência de práticas de gestão, apoio, suporte e investimento, o que dificulta o desenvolvimento e a expansão dos negócios liderados por pessoas LGBTQIAPN+. Por fim, é possível afirmar que o Empreendedorismo LGBTQIAPN+ precisa de mais espaço para crescer, menos preconceito para permitir o esforço empreendedor em sua plenitude, mais visibilidade para que seus problemas sejam reconhecidos e solucionados, assim como mais apoio e suporte para que seus potenciais sejam aproveitados ao máximo. A pesquisa se limita no tamanho da base amostral. Como sugestão de pesquisa futura, propõem-se estudos voltados a soluções para as barreiras identificadas, estudos de casos para melhor investigação das práticas de gestão e proposição de projetos de incentivo e fomento ao empreendedorismo LGBTQIAPN+.

  • MARIA LUIZA RODRIGUES MOREIRA
  • A INFLUÊNCIA DA LIDERANÇA NO ENGAJAMENTO NO TRABALHO E OS EFEITOS NA AUTOEFICÁCIA E INTENÇÃO DE ROTATIVIDADE: UM ESTUDO COM SERVIDORES PÚBLICOS ESTADUAIS NO ESTADO DO PARÁ

     

  • Data: 01/08/2023
  • Mostrar Resumo
  • A liderança pode ser considerada como um recurso organizacional capaz de contribuir para o engajamento dos trabalhadores e, por consequência, a autoeficácia criativa e a intenção de rotatividade podem sofrer influência a partir desta relação. Desta forma, o objetivo desta pesquisa é analisar a importância da liderança no engajamento no trabalho e seus efeitos na autoeficácia criativa e intenção de rotatividade entre os servidores públicos estaduais lotados em Instituição Pública no estado do Pará. Destarte, o estudo classifica-se como exploratório e descritivo, com amostragem não probabilística por julgamento, por meio de survey com 252 questionários. A coleta de dados foi online e o tratamento de dados utilizou modelagem de equações estruturais (PLS-SEM). Os resultados apresentados nesta pesquisa confirmaram a influência da liderança, enquanto recurso organizacional, para manter o engajamento dos trabalhadores, e também foi confirmada a relação de efeito entre engajamento, autoeficácia e a intenção de rotatividade.  As conclusões recomendam o aprimoramento de políticas de gestão de pessoas para que as relações interpessoais consigam ser desenvolvidas para além do respeito pelas habilidades técnicas, para que assim, possa ser fomentado um maior comprometimento organizacional e melhorias no serviço público.

  • KATHUCIA DA SILVA BARBOSA
  • CAPTAÇÃO DE RECURSOS PARA ORGANIZAÇÕES SEM FINS LUCRATIVOS ATRAVÉS DE NEGÓCIOS SOCIAIS: Uma visão através da Teoria da Liderança Adaptativa

  • Data: 01/08/2023
  • Mostrar Resumo
  • Há uma constante necessidade das Organizações Sem Fins Lucrativos (OSFL) de se adaptarem às mudanças de contextos e de se reinventarem, principalmente para conseguir novos mecanismos de captação de recursos a fim de garantir a continuidade de suas atividades em prol do bem social. Nesse sentido, Negócios Sociais representam uma perspectiva híbrida de impacto social e autossuficiência financeira. Assim, procedeu-se a revisão sistemática da literatura a fim de entender as contribuições dos artigos publicados nos últimos 10 anos sobre Negócios Sociais no contexto brasileiro, além da elaboração de ensaio teórico com as dimensões da liderança adaptativa relacionando-as à captação de recursos para uma OSFL através de negócios sociais. A revisão permitiu delinear lacunas no tange à ampliação de publicações sobre o tema para outras regiões do Brasil, em especial a região Amazônica, devido sua relevância global, além do enfoque nos aspectos ambientais dos negócios sociais. Quando comparado às dimensões da liderança adaptativa, obteve-se um modelo no qual se percebe que a ação de um líder adaptativo em uma OSFL pode ser um meio para mudança de aspectos tradicionais da organização à evolução da captação de recursos através de negócios sociais.

  • WERLLEM VALENTE RODRIGUES DANTAS
  • MODELO DE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS POR MEIO DA ECONOMIA CIRCULAR: UMA PROPOSTA PARA OS SUPERMERCADOS DA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM-PARÁ

  • Data: 17/07/2023
  • Mostrar Resumo
  • O crescimento demográfico mundial e a mudança no padrão de vida das pessoas ocasionaram o aumento da demanda por bens de produção e de consumo, principalmente, produtos de uso único e bens com obsolescência programada. Assim, tem-se feito necessária a busca por soluções capazes de mudar o atual modelo econômico, representado pela “economia linear”, de maneira que se possa alcançar um modo de produção sustentável. Dentre as alternativas a esse formato, tem-se a economia circular, objeto desta pesquisa, que teve como problema de pesquisa investigar como ocorre a gestão dos resíduos sólidos dos supermercados da região metropolitana de Belém, trazendo em seu escopo o objetivo de propor, para os supermercados, um modelo de gestão de resíduos sólidos por meio da Economia Circular. Esta pesquisa, baseada em uma revisão da literatura, construiu um framework teórico sobre a Economia Circular, o qual serviu como base para a elaboração do instrumento de coleta de dados e, posteriormente, os dados coletados e o framework foram usados para construir o modelo de gestão de resíduos sólidos. A pesquisa revelou que os supermercados realizam ações sustentáveis, mas que são práticas isoladas. Como solução, esta pesquisa apresenta o modelo de gestão de resíduos sólidos para que os supermercados implantem a Economia Circular.

     

  • VANESSA LETÍCIA DE VASCONCELOS NOGUEIRA
  • INDÚSTRIA 4.0: A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL ALIADA AOS CUIDADOS COM A SAÚDE NO ATENDIMENTO AO PACIENTE EM HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS FEDERAIS NO ÂMBITO DA AMAZÔNIA LEGAL

  • Data: 17/07/2023
  • Mostrar Resumo
  • Pesquisas acerca da temática que versa da Inteligência Artificial (IA) cresceu nos últimos cinco anos a partir de um evento conhecido como 4.ª revolução Industrial ou também conhecida como Indústria 4.0. Na área da saúde não é diferente, a Inteligência Artificial desempenha um papel cada vez mais importante no tratamento de pacientes em várias áreas da medicina. O objetivo desta pesquisa foi identificar de que forma o uso da Inteligência Artificial (IA) como subsídio no atendimento ao paciente vem contribuindo nos cuidados com a saúde. Para tanto, procedeu-se uma revisão bibliográfica a fim de pesquisar sobre o arcabouço teórico que fundamenta a construção da pesquisa, com isso foi elaborado um framework com base nas principais abordagens teóricas trazidas na literatura vigente, em conjunto foi realizada uma pesquisa de campo, que contemplou uma investigação empírica no local onde ocorre o fenômeno, por meio de um roteiro de entrevista semiestruturada com os profissionais de saúde atuam nos Hospitais Universitários Federais (HUFs) localizados no âmbito da região da Amazônia Legal. A pesquisa se justifica pela necessidade de aprimoramento em relação ao atendimento dos pacientes assistidos nos HUFs, com o intuito de contribuir com novos modelos de prestação de serviços. Os dados obtidos nas entrevistas com os profissionais das referidas instituições hospitalares foram comparados com os resultados provenientes da revisão da literatura, e as características empíricas da pesquisa trouxeram pontos positivos e negativos em relação ao seu uso da IA no atendimento ao paciente. Como solução, esta pesquisa apresenta um modelo para subsidiar no atendimento ao paciente com inserção da IA nos HUFS, considerando o conceito de isomorfismo mimético, no qual essa prática tende a ser homogeneizada ou padronizada de forma iminente, mediante sua consolidação no mercado.

  • CAMILA OLIVEIRA NASCIMENTO VELOSO
  • A RELAÇÃO DE INFLUÊNCIA DO CAPITAL SOCIAL, DA ECOINOVAÇÃO E O DESEMPENHO  OPERACIONAL EM ATIVIDADES TRADICIONAIS NA AMAZÔNIA


  • Data: 10/07/2023
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta pesquisa é analisar a relação de influência do Capital Social e da Ecoinovação no Processo Operacional de atividades tradicionais no contexto da Amazônia brasileira. Observou-se certa escassez, na literatura, de abordagens desta relação entre os construtos na região da Amazônia brasileira, o que motivou a realização desta pesquisa. Para isto, realizou-se uma pesquisa de natureza exploratória, de abordagem quantitativa, com a técnica de pesquisa de campo de aplicação de questionários junto aos atores sociais que exercem atividades tradicionais na região da Ilha do Marajó/PA, no município de Soure e mais quatro cidades do entorno, através de análise de dados por meio da Modelagem de Equações Estruturais (MEE). Evidenciou-se que o Capital Social influencia a Ecoinovação, ao unir normas e obrigações sociais em redes de confiança com cooperação mútua, por meio do somatório de esforços que auxiliam no desenvolvimento local de pequenos negócios, e somado às ações de Ecoinovação influenciam no resultado do Processo Operacional dos atores pesquisados. Os achados apontam que o Capital Social afeta diretamente a Ecoinovação e que a Ecoinovação afeta diretamente o Processo Operacional e que o Capital Social influencia indiretamente o Processo Operacional por meio da Ecoinovação.

  • JULIANA TEIXEIRA FERNANDES
  •  

     

     

    ENGAJAMENTO E AUTOEFICÁCIA ENTRE ESTUDANTES DE ADMINISTRAÇÃO: Um Estudo com Equações Estruturais

  • Data: 14/06/2023
  • Mostrar Resumo
  • O desempenho acadêmico dos estudantes desperta forte interesse das instituições de ensino, profissionais da área e governos, condição que põe em evidência estudos sobre autoeficácia e engajamento acadêmico. A autoeficácia se refere à autoavaliação no que concerne às próprias capacidades para alcançar objetivos, enquanto o engajamento acadêmico expressa um comportamento positivo de satisfação relacionado à aprendizagem, caracterizado por vigor, dedicação e absorção. Considerando esses aspectos, o objetivo desta pesquisa é analisar a relação entre engajamento nos estudos e autoeficácia em estudantes de Administração, vinculados a Instituições Federais de Ensino do Estado no estado do Pará. Para tanto, foi feita uma survey exploratória e descritiva com amostragem não probabilística por acessibilidade com 417 respondentes. A coleta de dados foi on-line e o tratamento de dados utilizou modelagem de equações estruturais (PLS-SEM). Os resultados confirmaram relações positivas e significativas entre engajamento e autoeficácia, e as conclusões recomendam estratégias para aumentar a autoeficácia e o engajamento dos estudantes pela capacitação docente e pelo estímulo ao desenvolvimento de novas metodologias de ensino-aprendizagem. Pesquisas futuras podem ampliar a investigação para outros cursos e instituições e empregar técnicas qualitativas de tratamento de dados.

  • MARCELO PAMPLONA CARNEIRO
  •  

    A Moderação do Prestígio Percebido com o Uso de Novas Redes Sociais entre a Preocupação com a Privacidade e a Adoção de Novas Tecnologias

  • Data: 07/06/2023
  • Mostrar Resumo
  •  

    Esta pesquisa analisa o poder de influência do prestígio em associação com o fenômeno do paradoxo da privacidade, a partir de três estudos desenvolvidos de acordo com cenários que apresentam características de inovação baseadas no acesso ao materialismo sob forma de estímulo à obtenção de prestígio como sinal de status. Para tanto, foram identificados os aspectos que estimulam o efeito do paradoxo da privacidade e influenciam na percepção de prestígio, preocupação com a privacidade e no acesso a novas Mídias Sociais, assim como a análise da confiança enquanto variável antecedente à adoção, constituindo-se uma mediação da mesma entre a preocupação com a privacidade e a adoção destas Mídias. O exame dos dados demonstrou que a confiança age como mediadora do efeito da preocupação com a privacidade na adoção de novas Mídias Sociais e o prestígio, quando associado a marcas de empresas com reputações consolidadas, motiva a diminuição da preocupação com a privacidade nos consumidores, considerando as oportunidades exclusivas oferecidas pelas Mídia Sociais no contento de prestígio percebido, aumentando sua adoção.

  • MICHELLY CRISTINA BACELAR TAVARES DO NASCIMENTO
  •  

    AVALIAÇÃO DA PERCEPÇÃO DOS SERVIDORES SOBRE A GESTÃO DOS RISCOS NAS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR NO ESTADO DO PARÁ - BRASIL

  • Data: 05/06/2023
  • Mostrar Resumo
  •  

    A gestão de riscos é uma atividade que está em constante crescimento, impulsionada pela exposição das entidades a incertezas que afetam sua operacionalidade, bem como a entrega de bens e serviços. As Instituições Públicas de Ensino Superior devem identificar áreas que possam ser aprimoradas para aproveitar oportunidades de crescimento. Nesse sentido, é essencial compreender a percepção dos stakeholders envolvidos. Foi realizado um estudo focado na percepção dos colaboradores das universidades, especialmente aqueles vinculados à pró-reitoria. Para isso, uma pesquisa foi conduzida por meio de uma Survey e os resultados obtidos foram analisados utilizando a Teoria da Resposta ao Item, além da construção do coeficiente Alpha de Cronbach. Foram confirmadas as hipóteses: a não execução das diretrizes à luz das orientações da Gestão do Risco Corporativo pode gerar inconsistências na implementação da Governança Pública no ambiente das universidades; e o desconhecimento dos servidores públicos federais acerca das diretrizes estabelecidas é um vetor de desconformidade quanto à mitigação dos riscos institucionais. As dimensões de comunicação interna e externa, com um coeficiente Alpha de Cronbach de 0,67, e avaliação e planejamento estratégico, com um coeficiente Alpha de Cronbach de 0,73, indicam que é possível abordar a oportunidade de evitar, reduzir, minimizar, administrar e até transferir os riscos por meio da implementação de programas de comunicação e transparência na prestação de contas. É necessário adotar uma abordagem inter e multidisciplinar para a construção de soluções abrangentes no contexto de melhoria contínua.

  • LARISSA PINON DE CARVALHO ALVES
  • O EFEITO DOS PREDITORES DA COMPETÊNCIA DIGITAL DE FUNCIONÁRIOS DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA E O IMPACTO NO COMPORTAMENTO DE TRABALHO INOVADOR

  • Data: 23/05/2023
  • Mostrar Resumo
  • A competência digital desempenha um papel importante no ensino superior. A literatura destaca a adoção e uso da competência digital para o desenvolvimento de serviços educacionais em Instituições de Ensino Superior (IES), mas ainda é preciso entender sua influência no comportamento inovador do servidor público. O objetivo deste estudo é investigar a influência da competência digital, baseada na infraestrutura, integração e gestão digital dos preditores, em comportamentos de trabalho inovadores. A pesquisa foi aplicada a 540 servidores públicos de uma Instituição Federal de Ensino Superior (IFES) no norte do Brasil. A taxa de resposta para este estudo foi de 33,5%. Foi utilizada a abordagem de Modelagem de Equações Estruturais por Mínimos Quadrados Parciais (PLS-SEM). Achados empíricos confirmam que servidores públicos com alto nível de percepção de competência digital desenvolvem com mais frequência trabalhos desafiadores para gerar novos comportamentos inovadores no trabalho. Esta pesquisa limitou-se a investigar a influência da competência digital nos comportamentos inovadores de trabalho de funcionários públicos de uma IFES brasileira. Estudos futuros podem abordar outros fatores contextuais nessa relação. Uma das implicações práticas é a necessidade de os gestores educacionais apoiarem a construção de diretrizes de inovação educacional e tecnológica para ampliar o comportamento inovador no trabalho.

  • KELLINE FEITOSA DE ARAUJO
  • CIDADANIA ORGANIZACIONAL, SATISFAÇÃO E ENGAJAMENTO NO TRABALHO: um estudo com servidores federais da educação 

  • Data: 16/05/2023
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo deste estudo é analisar a relação entre cidadania organizacional (CO), satisfação e o engajamento no trabalho. Trata-se de uma pesquisa descritiva e quantitativa, desenvolvida com 488 servidores federais da educação. O questionário aplicado empregou a Utrecht Work Engagement Scale, Escala de Cidadania Organizacional para Trabalhadores do Conhecimento, e a Generic Job Satisfaction Scale. A análise dos dados utilizou técnicas de estatística descritiva e de modelagens de equações estruturais. Verificou-se que a satisfação é influenciada positivamente pelas práticas de CO, com destaque para virtude cívica e sem efeitos para voz. Os testes indicaram relação positiva e significativa da satisfação no engajamento. Este estudo se diferencia por explorar elementos organizacionais pouco estudados no contexto público brasileiro e amplia a discussão sobre os fatores que podem levar servidores públicos a trabalhar com mais satisfação e engajamento, trazendo contribuições teóricas e implicações práticas para gestores públicos e estudos organizacionais

  • ROMULO AUGUSTO PARENTE RODRIGUES
  • MOTIVAÇÃO E ENGAJAMENTO NO TRABALHO: UMA PESQUISA COM SERVIDORES DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

  • Data: 11/05/2023
  • Mostrar Resumo
  • A motivação é um construto estudado há décadas e é caracterizada como uma força motriz que energiza o indivíduo para que ele empenhe esforços pessoais para a realização de algo. Já o engajamento no trabalho diz respeito à imersão do trabalhador em seu papel organizacional quando ele se expressa de maneira física, cognitiva e emocional ao longo de sua atividade laboral. Assim, a motivação e o engajamento no trabalho destacam-se para o desempenho organizacional e considerando esse aspecto o objetivo desta pesquisa é analisar a motivação e o engajamento no trabalho entre servidores públicos da educação das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES) do estado do Pará e identificar a inter-relação entre os construtos. Para isso, foram utilizadas a escala Work Preference Inventory (WPI) para aferir a motivação e a Utrecht Work Engagement Scale (UWES) para medir o engajamento no trabalho. O método na forma de survey com tratamento de dados quantitativos utilizou a Modelagem de Equações Estruturais. O questionário foi aplicado por meio da plataforma digital SurveyMonkey®. Os resultados permitiram confirmar as hipóteses do estudo e revelaram tanto a influência da motivação extrínseca na motivação intrínseca quanto da motivação extrínseca e intrínseca no engajamento no trabalho, mostrando que trabalhadores motivados tanto por razões internas quanto externas são mais engajados em suas atividades laborais e que estratégias organizacionais que fomentem a motivação nos servidores são benéficas tanta a nível individual quanto organizacional.

  • ELEIDE ROSE CRISTO DE OLIVEIRA AMARAL
  • A RELAÇÃO DOS CRITÉRIOS DE DECISÃO,

    DA QUALIDADE DA TOMADA DE DECISÃO ORGANIZACIONAL E DA INOVATIVIDADE GERENCIAL

  • Data: 28/04/2023
  • Mostrar Resumo
  • O objetivo desta pesquisa foi analisar a relação existente entre os critérios de decisão, da qualidade da tomada de decisão organizacional e da inovatividade gerencial no ambiente de uma instituição de ensino superior. A literatura tem apontado que, quanto mais a gestão tiver habilidade para interpretar os riscos inerentes ao contexto organizacional de maneira mais racional, intuitiva e que vislumbre certo grau de expectativa de que a tomada de decisão seja a mais correta, tanto melhor é a solução para os problemas que as afetam. Isto porque, de forma mais rápida e de maneira inovativa, reorganizam seus recursos por meio da adoção de novos processos gerenciais em ambientes complexos. Assim, a discussão desse trabalho está centrada nesse tipo de ambiente, sendo o lócus uma Instituições Federais de Ensino Superior, em que os gestores estão envolvidos na tomada de decisão, com a finalidade de obter a melhor e maior eficácia organizacional a partir de suas escolhas individuais e suas consequências no coletivo da organização. Por meio da aplicação de um questionário estruturado, direcionado aos gestores de uma instituição pública de ensino superior, foram analisadas 159 amostras, após a exclusão de dados outliers. O resultado revelou que há influência entre os construtos estudados e a proxy de inovatividade gerencial, desencadeando um melhor desempenho em termos de processos operacionais, assim como na criação de um ambiente operacional mais proativo e inovativo. Observou-se também, no modelo apresentado, que no ambiente organizacional, as ações inovativas tendem a crescer proporcionalmente ao aumento dos níveis dos critérios de decisão adotados em conformidade com a qualidade da tomada de decisão implementada. De abordagem relevante e original, a pesquisa contribui para o conhecimento científico e acadêmico ao investigar a interação de dois construtos numa proxy de desempenho a partir da teoria da decisão, o que aponta para o comportamento dos gestores, no intuito de desenvolver a inovatividade gerencial, frente a um ambiente em constantes transformações, permitindo aos mesmos, otimizar sua práxis no cotidiano organizacional. No âmbito social contribui para que as melhorias nas atividades internas da entidade, ao considerar as melhores escolhas em termos de decisão, passando a criar ações mais inovativas e assim, otimizando as políticas públicas, programas e os serviços prestados à comunidade. Por fim, contribui em termos gerenciais, pois, evidenciou que a maior eficiência administrativa e efetividade das ações, são estimuladas pelas inovações gerenciais quando mediadas pela qualidade da tomada de decisão.

  • GISELE CRISTIANE ANDRADE MARQUES
  • INDICADORES DE DESEMPENHO COM INSTRUMENTO DE TRANSPARÊNCIA E GESTÃO ORGANIZACIONAL

  • Data: 27/04/2023
  • Mostrar Resumo
  • O presente estudo buscou investigar a percepção de gestores públicos sobre o uso de indicadores para avaliação e monitoramento do desempenho de servidores públicos, bem como para aumento da transparência dos resultados de uma instituição pública. Para tanto, realizou-se um estudo descritivo, norteado por uma abordagem quantitativa, com aplicação de questionários junto a 72 gestores do órgão. Utilizou-se a técnica de decomposição comportamental para a criação dos indicadores, na qual 27 competências foram decompostas em 97 indicadores de desempenho. Os resultados mostraram que os gestores foram capazes de relacionar os indicadores às suas respectivas competências e reconheceram suas contribuições para aumentar a transparência dos resultados da instituição. Portanto, este estudo inova ao apresentar uma metodologia capaz de criar indicadores de desempenho para tornar mais objetivo e transparente o processo de avaliação de desempenho realizado em órgãos públicos brasileiros, evitando, assim, conflitos e contradições no processo.

  • OTAVIO LUIZ DE CASTRO ROMANO JUNIOR
  •  

    PRÁTICAS DE GOVERNANÇA E VALOR SOCIAL: ESTUDO DE CASO SOBRE A SUSTENTABILIDADE DA INOVAÇÃO SOCIAL NO NORTE DO BRASIL


  • Data: 24/04/2023
  • Mostrar Resumo
  • A literatura sobre inovação social sugere haver forte relação entre os conceitos de governança e de valor social que impulsiona a IS. As evidências mostram que o valor social influencia na decisão de investidores, formação de parcerias, participação social e voluntariado. Mas essa relação não é explicada pela literatura, dessa forma, este estudo investiga “como” essa relação pode impulsionar a IS e beneficiar sua sustentabilidade (longevidade). Para isso, foi realizado um estudo de caso em um distrito da região norte do Brasil, por meio de métodos qualitativos e análise de conteúdo foram abordadas cinco inovações sociais. As descobertas sugerem que práticas democráticas de governança favorecem a criação de valor social ao proporcionar confiança, pertencimento e mudança de comportamento. O valor social afeta partes interessadas e influencia positivamente variáveis de sustentabilidade como: financeiro (doações, receitas e consumo local) e formação de redes de colaboração. Os achados revelam que essa relação pode afetar a sustentabilidade de longo prazo para manutenção da IS (sobrevivência), e ainda sustentar a estratégia de sustentabilidade pela expansão ao nível local, o que possibilita a entrada de novos atores.


  • THIAGO ALMEIDA DA ROCHA
  •  

    DIMENSIONAMENTO DA FORÇA DE TRABALHO EM ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS: Incorporando competências ao modelo

  • Data: 24/04/2023
  • Mostrar Resumo
  •  

    Este estudo tem por objetivo apresentar um método de Dimensionamento da Força de Trabalho (DFT) que permita às organizações públicas brasileiras identificar e integrar o perfil profissional por competências aos seus processos de DFT. A pesquisa envolveu a coleta de dados relacionados à rotina de trabalho de 111 unidades de uma instituição do sistema judiciário brasileiro, tais como produtividade, quantidade e duração. Os resultados indicaram o perfil profissional necessário a cada uma das 111 unidades participantes, bem como apontaram um déficit de 98 servidores. Com base nisso, a metodologia aplicada pode indicar à instituição pesquisada, de forma técnica, como levantar e captar o quantitativo de pessoal adequado com base no perfil de servidores necessários. Espera-se que essa abordagem possa ajudar a organização estudada a alcançar uma gestão mais eficiente de sua força de trabalho e, consequentemente, melhorar suas práticas de pessoal.

  • NATHALIA MACIEL NOGUEIRA
  • CULTURA ORGANIZACIONAL, COMPARTILHAMENTO DO CONHECIMENTO, HABILIDADES PROFISSIONAIS E SEUS EFEITOS NO DESEMPENHO ORGANIZACIONAL EM UMA IFES

  • Data: 28/03/2023
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo partiu de uma revisão de literatura para examinar a relação entre Cultura Organizacional, Compartilhamento de Conhecimento Tácito e Explícito, e Habilidades Profissionais de Soft Skills e Hard Skills, investigando seus impactos no Desempenho Organizacional, propondo um modelo conceitual que busca evidenciar esta relação, e que foi testado empiricamente em uma instituição federal de ensino superior pública de referência, utilizando o modelo de path analysis. A análise validou hipóteses formuladas e demonstrou que Compartilhamento de Conhecimento Tácito tem efeito mediador parcial na relação entre Cultura Organizacional e Desempenho. Este estudo contribuirá teoricamente com uma abordagem pouco explorada sobre a conexão entre compartilhamento de conhecimento e habilidades profissionais, com uma proposição do conceito de habilidade, e com o fortalecimento da abordagem da construção de uma cultura de compartilhamento do conhecimento nas organizações. Já suas implicações gerenciais consistem no investimento da administração em estratégias e práticas de compartilhamento de conhecimento para o êxito do Desempenho Organizacional.


  • LIDIA MARIA BEGOT BENTO CARDOSO
  • ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE A QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO, O COMPROMETIMENTO ORGANIZACIONAL E A INTENÇÃO DE PERMANECER NA ORGANIZAÇÃO A PARTIR DA PERCEPÇÃO DOS SERVIDORES DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PÚBLICA

     

  • Data: 28/03/2023
  • Mostrar Resumo
  • As necessidades multidimensionais dos funcionários podem influenciar significativamente sua decisão de permanecer ou deixar a organização a qual estão vinculados. Nesse sentido, o investimento na qualidade de vida no trabalho tem se mostrado uma estratégia vantajosa para aprimorar as condições laborais, reter talentos e promover o desempenho organizacional almejado. O presente estudo teve como objetivo analisar a percepção dos servidores de uma instituição de ensino superior (IES) pública quanto à “Qualidade de Vida no Trabalho” (QVT) e sua relação, mediada pelo “Comprometimento Organizacional” (CO), com a “Intenção de Permanecer na Organização” (IP). Realizou-se um estudo teórico acerca dos construtos selecionados, com a criação de hipóteses de pesquisa. Metodologicamente a pesquisa tem uma abordagem descritiva e quantitativa, com análise de caminhos por meio da modelagem de equações estruturais. Os dados foram obtidos a partir de questionário composto de 45 itens, com 148 respondentes. Os resultados encontrados confirmaram apenas 4 das 15 hipóteses formuladas, a saber apenas as dimensões de QVT "Treinamento e Desenvolvimento" e "Satisfação no Trabalho" demonstraram valor significativo na predição da intenção de permanecer, sendo também confirmada a mediação do comprometimento organizacional na relação. Desse modo, conclui-se que os funcionários, ao perceberem a qualidade de vida no ambiente de trabalho, estão mais propensos a permanecer na organização, o que pode afetar positivamente o desempenho organizacional. Este estudo contribui academicamente para a literatura brasileira, escassa de investigações dessas variáveis por meio da modelagem de equações estruturais, e de forma prática para a gestão estratégica, ao evidenciar a importância da qualidade de vida no trabalho e do comprometimento organizacional na retenção de talentos. As principais limitações deste estudo incluem o uso de uma amostra de conveniência e a baixa taxa de respostas.

  • GESUINO CARLOS CANINDE SILVA
  • ESTILOS DE LIDERANÇA E CLIMA ORGANIZACIONAL: UM ESTUDO COMPARATIVO

  • Data: 14/02/2023
  • Mostrar Resumo
  • Análises de comportamento organizacional que envolvem liderança e clima organizacional fornecem benefícios quando realizadas tanto em empresas privadas quanto em organizações públicas. Nessa premissa, os líderes surgem no processo de gestão influenciando seus liderados e contribuindo para a sensação de clima colaborativo que incentiva os indivíduos. Assim, este estudo investigou a percepção de 129 servidores lotados em Institutos que congregam 22 Faculdades de uma Instituição de Ensino Superior (IES), quanto aos aspectos relacionados à liderança e ao clima organizacional. Os objetivos específicos da pesquisa foram identificar os estilos de liderança; avaliar o clima organizacional; e relacionar o estilo de liderança com a avaliação do clima. Metodologicamente, tratou-se de uma pesquisa quantitativa, de caráter descritivo, aplicada a servidores da IES, por meio de dois questionários adaptados de pesquisas anteriores. Para se avaliar a liderança, utilizou-se um questionário composto por dez questões com três afirmativas cada, baseando-se nos estilos de liderança: Autocrática, Democrática e Liberal. Na avaliação de clima, aplicou-se o fator Apoio e Suporte da Chefia, que engloba 9 afirmativas em escala Likert de cinco pontos, variando de (1) discordo totalmente a (5) concordo totalmente. Para relacionar o estilo de liderança com a avaliação do clima, empregou-se o Coeficiente de Correlação de Spearman. Como resultado do estudo, obteve-se como predominante o estilo Democrático de liderar (70,54%), com o clima organizacional positivamente percebido. Na correlação entre os estilos e o clima, não houve associação para o líder Autocrático; existem correlações positivas e moderadas para o líder Democrático; e um declínio na avaliação das variáveis do clima para o estilo Liberal. Em conclusão, o estudo fornece aos gestores públicos um melhor entendimento sobre os estilos de liderar e o quanto eles podem refletir, sob a percepção dos servidores públicos, no clima organizacional.

  • MONALISA DA SILVEIRA LIRA
  • RISCO AMBIENTAL, INCERTEZA KEYNESIANA, ECONOMIA ECOLÓGICA:
    rumo a uma abordagem macroeconômica ecológica

     

     

  • Data: 09/02/2023
  • Mostrar Resumo
  • Este estudo tem como objetivo investigar a relação do risco ambiental com a incerteza fundamental que atua sobre o agente no momento da tomada de decisão, a fim de gerar uma nova abordagem teórica sobre a relação entre as variáveis. Como objetivo secundário, buscou-se estender a literatura pós-keynesiana ao ponto em que se relaciona com a macroeconomia ecológica. Para atingir o objetivo proposto, a dissertação está dividida em dois capítulos: no primeiro, são discutidas as convergências e divergências entre a teoria pós-keynesiana e a macroeconomia ecológica; no segundo, são exploradas as relações do risco ambiental e da incerteza fundamental durante o processo de tomada de decisão. O primeiro capítulo adota um contexto de mudanças climáticas em que existe preocupação crescente com a sustentabilidade ambiental e com a estabilidade financeira. Assim, as características da teoria pós-keynesiana e da economia ecológica são frequentemente associadas, pois considera-se que, juntas, elas podem contribuir com soluções para problemas econômicos, sociais e ambientais. O primeiro capítulo realiza uma aproximação teórica entre a teoria pós-keynesiana e a macroeconomia ecológica, identificando suas principais convergências e divergências. A partir de levantamento bibliográfico, constata-se que as correntes de pensamento possuem semelhanças significativas, assim, uma aproximação entre as duas é possível e pode ser benéfica para ambas. O segundo capítulo aponta que há necessidade de preenchimento da lacuna de conhecimento entre a incerteza de ocorrência de fenômenos climáticos e o risco desses fenômenos ocorrerem, tendo como objetivo compreender a relação entre a incerteza fundamental e o risco ambiental, no contexto do sistema econômico, e como isso pode afetar o processo de tomada de decisão. A partir de levantamento bibliográfico, constata-se que a incerteza fundamental é característica intrínseca do risco ambiental e interfere negativamente na tomada de decisão. Há uma multiplicação do conjunto de incertezas associadas à ausência ou insuficiência de conhecimento durante o processo de tomada de decisão, que se soma à incerteza, característica intrínseca do risco ambiental. Espera-se, como resultado final, contribuir para o desenvolvimento de uma macroeconomia pós-keynesiana que leva em conta aspectos ambientais. Dessa forma, o presente trabalho contribui com a extensão da literatura pós-keynesiana ao ponto em que se relaciona com a macroeconomia ecológica, além de gerar uma nova abordagem teórica sobre a relação entre o risco ambiental e a incerteza fundamental ao longo do processo de tomada de decisão.

2022
Descrição
  • LIGIANE CRISTINA BRAGA DE OLIVEIRA FRIAES
  • GOVERNANÇA RELACIONAL NA TERCEIRIZAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO: O PAPEL DA TEORIA DA AUTODETERMINAÇÃO E O EFEITO MEDIADOR DO CONTROLE PERCEBIDO PELOS GESTORES PÚBLICOS

  • Data: 09/12/2022
  • Mostrar Resumo
  • Finalidade: Pesquisadores da área reconhecem a importância da relação entre contratante e contratado no processo de terceirização de Tecnologias de Informação (TI). Contudo, pouco se sabe sobre o impacto do perfil do gestor neste processo. Assim, o objetivo desta pesquisa foi analisar o impacto da percepção de competência, de autonomia e de relacionamento dos gestores públicos na Governança Relacional (GR), assim como, identificar o efeito do controle percebido neste relacionamento. Concepção/metodologia/abordagem: Utilizou-se uma abordagem quantitativa para investigar o impacto das características comportamentais dos gestores de TI a partir da Teoria da Autodeterminação. Os dados foram coletados em instituições públicas brasileiras atuantes em áreas educacionais, financeiras, estatísticas e tecnológicas e as hipóteses testadas através da técnica de modelagem de equações estruturais de mínimos quadrados parciais. Conclusões: Os resultados identificaram que a autodeterminação dos gestores está alinhada à percepção de controle e impacta na GR ao proporcionar sentimentos de competência e autonomia na interação com o fornecedor. Implicações práticas: Promove o entendimento de que a gestão superior precisa apoiar a autonomia dos gestores a fim de aumentar seus níveis de motivação intrínseca ao gerenciar as entregas do fornecedor. Originalidade/valor: A aplicação da Teoria da Autodeterminação, ao contexto de Terceirização de TI, fornece novos insights sobre a mediação do controle percebido ao explicar a relação entre as expectativas e as motivações dos gestores como um importante impulsionador para a GR.

  • MARIANE LIMA DE SALES
  • A RELAÇÃO ENTRE O PÚBLICO E O PRIVADO NO INVESTIMENTO EM INFRAESTRUTURA: O CASO DO FI-FGTS


  • Data: 08/11/2022
  • Mostrar Resumo
  • Ao longo da história brasileira percebe-se que uma linha ténue marca a relação entre o público e o privado. No investimento em infraestrutura, conforme aponta a literatura, a presença pública ainda é majoritária, com pouca expressividade do setor privado. Este, emerge como coadjuvante, sendo mero recebedor de recursos do erário e executor de políticas infraestruturais essencialmente governamentais. Na tentativa de atrair e aumentar a participação privada, foi criado o Fundo de Investimento do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, responsável por contribuir com a política de investimentos em infraestrutura no Brasil. No entanto, mesmo com os esforços empreendidos, acredita-se que a maioria das empresas investidas possuem participação estatal. Esta pesquisa tem como objetivo investigar a aplicação dos recursos do FI-FGTS e diagnosticar a cadeia de relações empresariais envolvidas. A partir de uma análise exploratória, com utilização das técnicas da abordagem multimétodos, estatística descritiva e triangulação, os resultados apontaram que, de fato, os investimentos têm sido direcionados para empresas estatais ou com participação do Estado. Os achados são emblemáticos, uma vez que além da cadeia de relações empresariais do FI-FGTS ter participação considerável do setor público, percebeu-se descontinuidade das empresas envolvidas, possíveis falhas de gestão e envolvimentos em escândalos políticos.

SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - jatoba.ufpa.br.jatoba1