PPGZOOL Programa POS-GRADUACAO EM ZOOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARA Telefone/Ramal: 3201/8413

Site alternativo:

http://
Notícias

Banca de DEFESA: FRANCISCO DE PAULO TAVARES RIBEIRO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO DE PAULO TAVARES RIBEIRO
DATA: 11/04/2024
HORA: 09:00
LOCAL: Apresentação Pública via aplicativo Google meet
TÍTULO:

PREDITORES AMBIENTAIS DA PARTIÇÃO DE RECURSOS EM DUAS ESPÉCIES SIMPÁTRICAS (CHARACIFORMES: LEBIASINIDAE) EM RIACHOS DA AMAZÔNIA ORIENTAL


PALAVRAS-CHAVES:

 ecologia trófica, sobreposição trófica, variação hidrológica, dieta.


PÁGINAS: 22
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Zoologia
RESUMO:

A ictiofauna amazônica se destaca por sua vasta riqueza de espécies, porém o processo de
coexistência de táxons nos ambientes de riachos não é totalmente compreendido. Tal coexistência é
resultado de uma interação passada, com consequências positiva ou negativa às populações, e pode
ser influenciada por variações ambientais, barreiras, dispersão e a própria interação biótica. Diante
desse contexto, o presente estudo avaliará o efeito da variação hidrológica e das condições ambientais
na sobreposição de nicho trófico entre duas espécies de peixes lebiasinídeos (Copella arnoldi e
Pyrrhulina capim) em riachos da bacia do Alto Rio Guamá, Amazônia Oriental. Ademais,
caracterizaremos a composição da dieta, amplitude de nicho trófico e intensidade alimentar das
espécies. Os indivíduos foram coletados mensalmente durante março de 2019 e fevereiro de 2020,
em três riachos de primeira e segunda ordem, utilizando redes de mão. Em laboratório, os espécimes
estão sendo mensurados quanto ao comprimento padrão (Cp), massa total (Mt) e massa do estômago
(Me). Os itens alimentares estão sendo identificados até o menor nível taxonômico possível e
agrupados em categorias alimentares. Cada categoria será avaliada quanto ao seu Volume Relativo
(V%) e Frequência de Ocorrência (FOi%), que serão combinados no Índice de Importância Alimentar
(IAi%), calculado mensalmente por riacho. Até o momento, avaliamos 210 estômagos de C. Arnoldi
e 210 estômagos de P. Capim, referentes ao período de abril de 2019 a outubro de 2019. Identificamos
32 itens alimentares (agrupados em 12 categorias) para C. arnoldi e 42 itens alimentares (18
categorias) para P. capim. Considerando os meses analisados até o momento, as categorias
alimentares com maior importância na dieta de C. arnoldi nos riachos R01, R02 e R03 foram
Fragmentos de exoesqueleto (IAi% = 68,43%, 33,46% e 34,47%, respectivamente). Para a espécie P.
capim, as categorias alimentares com maior importância na dieta foram Formicidae (35,84%; R01),
Díptera (32,16%; R02) e Fragmentos de exoesqueleto (26,84; R03). Ao final, buscaremos encontrar
evidências sólidas que expliquem como essas duas espécies partilham recursos alimentares e como
as mesmas respondem as variações ambientais amazônicas. Com essas informações buscaremos
fornecer uma importante base teórica sobre o compartilhamento de recursos para fomentar trabalhos
futuros com peixes em riachos amazônicos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1810755 - TIAGO MAGALHAES DA SILVA FREITAS
Interno - 2339351 - LUCIANO FOGACA DE ASSIS MONTAG
Notícia cadastrada em: 10/04/2024 17:11
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - bacaba.ufpa.br.bacaba2