Notícias

Banca de DEFESA: GYSELLE DOS SANTOS CONCEIÇÃO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GYSELLE DOS SANTOS CONCEIÇÃO
DATA: 03/06/2019
HORA: 09:00
LOCAL: PAUL LE COINTE
TÍTULO:

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: EXPERIÊNCIAS NA REALIZAÇÃO DE AÇÕES ECOLÓGICAS EM UMA ECOESCOLA


PALAVRAS-CHAVES:

Alimentação saudável. Educação infantil. Hortaliças. Pesquisa-ação. Resíduos sólidos.


PÁGINAS: 88
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Os seres que compõe a natureza precisam estarem em harmonia, para juntos manterem o equilíbrio do planeta. A educação ambiental é um instrumento que proporciona uma melhor compreensão da natureza como um todo, e não em partes fragmentadas, contribuindo para o reequilíbrio ambiental. Diante dos problemas ambientais causados pelo homem, faz-se necessário lançar mão de ações-ecológicas que em alguns locais já se fazem presentes e surtem efeitos significativos para a preservação e conservação ambiental. Dentre essas ações há as que são voltadas para a coleta e reciclagem do óleo comestível residual, e as que incentivam a construção de hortas pedagógicas. Essas ações foram desenvolvidas em uma Ecoescola, que oferece o ensino infantil a crianças de 2 a 5 anos de idade. Com o objetivo de promover a Educação Ambiental através de duas ações ecológicas, junto a uma Ecoescola. Metodologicamente, as ações-ecológicas foram planejadas e realizadas da seguinte maneira: aplicação de formulários investigativos e palestra ambiental, para informar e sensibilizar os participantes sobre o descarte do óleo comestível residual; produção do sabão ecológico com a finalidade de mostrar o uso desse resíduo na produção de novos produtos e incentivar a coleta seletiva para esse tipo de resíduo e aplicação de questionário avaliativo sobre a atividade realizada; atividade “Plantando a Sementinha, na intenção de incentivar o consumo de hortaliças e aproveitar os espaços oferecidos na Ecoescola para o plantio. Participaram das ações ecológicas, 48 adultos, entre funcionários da Ecoescola e responsáveis dos discentes, e 201 alunos. Os resultados obtidos através dos formulários aplicados aos funcionários, e responsáveis dos alunos, demonstram que aquela comunidade é afetada pelos problemas ambientais existente na área onde residem, onde 52% dizem ser o “lixo” o problema ambiental na área onde reside, enquanto 84% responderam que os problemas ambientais existentes na área onde residem, afetam sua vida ou seu ramo de atividade. Sobre a avaliação da palestra e oficina do sabão ecológico, 84% responderam que foi ótima, enquanto 16% disseram ter sido boa. Para as professoras, um dos pontos positivos em relação a atividade “Plantando a Sementinha”, diz respeito ao ter contribuído para a percepção das crianças em relação a importância da alimentação saudável. Enquanto, os pontos negativos dizem respeito aos animais terem comido as plantinhas que germinaram. A semente da responsabilidade e cuidado com o meio ambiente foi plantada em cada um dos participantes através das ações, seja a que foi desenvolvida com os adultos, ou com as crianças. Espera-se assim, que essas experiências fortaleçam a Ecoescola, e que nesse novo ano, possa ser elaborado o plano político pedagógico, e novas ações-ecológicas possam surgir através de parcerias entre instituições, e serem desenvolvidas com uma maior participação da comunidade escolar, já que foi de interesse da pesquisa agregar valores acerca das ações-ecológicas que podem ser melhoradas ou ampliadas na Ecoescola através da Educação Ambiental, pois, a Educação Ambiental contribui para a sensibilização ambiental do planeta.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2278489 - CLAUDIO NAHUM ALVES
Presidente - 2278490 - DAVI DO SOCORRO BARROS BRASIL
Externo à Instituição - RICARDO MORAIS DE MIRANDA
Notícia cadastrada em: 31/05/2019 14:14
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - castanha.ufpa.br.castanha2