News

Banca de DEFESA: DAVISON MÁRCIO SILVA DE ASSIS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DAVISON MÁRCIO SILVA DE ASSIS
DATA: 04/08/2023
HORA: 09:00
LOCAL: PPGCA-03
TÍTULO:

PERCEPÇÃO AMBIENTAL SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS EM COMUNIDADES COSTEIRAS NA AMAZÔNIA, AMEAÇAS AO BEM-ESTAR E SOBREVIVÊNCIA LOCAL:Um estudo na Reserva Extrativista Marinha de Soure, Pará, Brasil.


PALAVRAS-CHAVES:

 Palavras-chave: Amazônia; comunidades costeiras; percepções climáticas; serviços ecossistêmicos.


PÁGINAS: 122
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
SUBÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

As mudanças climáticas, fenômeno global que tem produzido sérias consequências aos ecossistemas, vêm afetando em larga escala a natureza e as populações humanas que vivem e dependem dos seus bens e serviços, e as áreas costeiras por estarem mais expostas os efeitos desse fenômeno vêm sendo impactadas a taxas sem precedentes. A diminuição nos benefícios prestados por essas áreas afeta diretamente o modo de vida das populações humanas ali estabelecidas, as quais construíram uma relação de dependência com a natureza e seus recursos. A Reserva Extrativista Marinha de Soure, localizada na costa da Amazônia Oriental, caracterizase por compreender uma área composta por três comunidades tradicionais que apresentam um modo de vida pautado na relação sustentável e de subsistência com a natureza. Apesar de inseridas em uma Unidade de Conservação e apresentarem práticas sustentáveis, os efeitos das mudanças climáticas podem figurar sérias ameaças. Neste contexto, este trabalho, que se caracteriza como uma pesquisa interdisciplinar, levantou percepções sobre as mudanças climáticas e buscou compreender à luz dessas percepções, como os moradores associam alterações no fluxo de bens e serviços ecossistêmicos costeiros a este fenômeno. As percepções levantas revelam o alto nível de concordância para a ocorrência das mudanças climáticas. Embora as comunidades apresentem práticas sustentáveis de uso e manejo com dos recursos, as percepções apontam que os efeitos globais das mudanças climáticas podem ser sentidos em escala local, afetando a provisão dos recursos da natureza. As percepções são moldadas, pela idade, tempo de residência e pelo grau de dependência dos bens e serviços do ecossistema costeiro, resultando que as pessoas com a idade mais avançada, residentes a mais tempos nas comunidades, com maior dependência dos recursos, são as que apresentam as maiores percepções. Essas variáveis que explicam os níveis de percepções encontrados, reforçam que sua construção possui base nos saberes tradicionais, os quais são fruto da intensa relação da natureza e seus recursos, resguardando a história, a cultura e identidade dos povos locais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1617769 - BRUNO SPACEK GODOY
Interno - 1967500 - ALINE MARIA MEIGUINS DE LIMA
Interno - 1506878 - MARCIA APARECIDA DA SILVA PIMENTEL
Externo à Instituição - MILTON CORDEIRO FARIAS FILHO
Externo à Instituição - REGINA OLIVEIRA DA SILVA
Notícia cadastrada em: 02/08/2023 07:29
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - (91)3201-7793 | Copyright © 2006-2024 - UFPA - jatoba.ufpa.br.jatoba1