Notícias

Banca de DEFESA: ANDRÉ LUCAS PINHO FERNANDES

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRÉ LUCAS PINHO FERNANDES
DATA: 28/05/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Instituto de Tecnologia - ITEC
TÍTULO:

Avaliação Técnico Econômica de Alternativas Backhaul e Fronthaul para Arquiteturas de Rádio Centralizado em Cenários 5G Indoor


PALAVRAS-CHAVES:

5G, Fronthaul, Backhaul, Arquitetura de Rádio Centralizado (CRA), Indoor, Rede Óptica Passiva (PON), Confiabilidade, Análise Técnico-Econômica, Proteção, Custo Total de Propriedade (TCO)


PÁGINAS: 124
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
RESUMO:

A quinta geração (5G) de sistemas de comunicação móvel é o elemento-chave de uma sociedade que está se tornando cada vez mais interconectada e digitalizada. Futuras aplicações em setores sociais e industriais exigirão das redes 5G os mais altos padrões de capacidade, disponibilidade e confiabilidade. Arquiteturas de rádio acesso centralizado (CRA) têm emergido como alternativa de transporte para prover as demandas do 5G, principalmente para o ambiente indoor, onde os usuários passam a maior parte de seu tempo. Tal solução divide a rede de transporte em duas seções, o backhaul e o fronthaul, os quais podem se subdividir em vários níveis de enlaces.  O fronthaul de CRAs é geralmente óptico-metálico para aproveitar a alta capacidade das fibras óticas e a aceitabilidade dos cabos metálicos no mercado de tecnologia da informação (TI). No entanto, tecnologias como o padrão de linha digital de assinante G.(mg)fast e o modo de transmissão fantasma podem garantir aos cabos metálicos elevadas taxas de transmissão em comprimentos curtos.  O backhaul de CRAs deve ser preferencialmente óptico, de forma que redes ópticas passivas (PONs) se tornam uma boa alternativa de backhaul em situações com fronthaul no ambiente indoor, pois podem fornecer grande capacidade com um custo reduzido em comparação a outras arquiteturas de fibra. No entanto, devido a sua natureza ponto a multiponto, PONs podem não atender as demandas de disponibilidade e confiabilidade esperadas para o 5G. A partir deste contexto, neste trabalho é realizada uma análise técnica e econômica para CRAs atendendo o ambiente indoor no contexto 5G, considerando fronthaul óptico-metálico ou totalmente metálico, assim como backhaul PON protegido ou desprotegido. As análises foram realizadas por meio de um conjunto de modelos matemáticos e consideraram um ambiente urbano denso, abordando tanto edifícios isolados quanto uma área contendo dez mil edificações. Os resultados encontrados indicam que a melhor alternativa de fronthaul para uma edificação mediana de um cenário urbano denso é o totalmente metálico, desde que G.(mg)fast e modo de transmissão fantasma sejam usados. Além disso, também indicam que a utilização de esquemas proteção em um backhaul baseado em PON pode atender os requisitos de disponibilidade do 5G a um custo aceitável em cenário urbano denso.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2153181 - JOAO CRISOSTOMO WEYL ALBUQUERQUE COSTA
Interno - 1809092 - CLAUDOMIRO DE SOUZA DE SALES JUNIOR
Interno - 1927644 - FABRICIO JOSE BRITO BARROS
Externo ao Programa - 2132054 - FABRICIO DE SOUZA FARIAS
Externo à Instituição - ANDRE MENDES CAVALCANTE
Notícia cadastrada em: 07/05/2019 10:13
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - jatoba.ufpa.br.jatoba1