Notícias

Banca de DEFESA: JANILSON LEAO DE SOUZA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JANILSON LEAO DE SOUZA
DATA: 11/10/2018
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do Instituto de Tecnologia - ITEC
TÍTULO:

Nanoantena Óptica Plasmônica Dipolo-Espira de Banda Larga


PALAVRAS-CHAVES:

Nanoantena óptica plasmônica, nanoantena dipolo-espira, nanocircuito óptico, nanoenlace óptico sem fio, método dos momentos.


PÁGINAS: 121
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
SUBÁREA: Telecomunicações
RESUMO:

Neste trabalho é analisado um novo modelo de nanoantena óptica plasmônica. A nanoantena denominada dipolo-espira é obtida pela combinação de uma antena dipolo cilíndrica e uma espira parasita cilíndrica. Este novo modelo de antena é investigado e aplicado em nanocircuito óptico plasmônico e em nanoenlace óptico sem fio. A modelagem da antena e de suas aplicações são feitas pelo Método dos Momentos (MoM) linear. Para a nanoantena, são investigadas a impedância de entrada, coeficiente de reflexão, largura de banda, eficiência de radiação, ganho, campo elétrico próximo, diagrama de radiação e o efeito de um substrato de dióxido de silício nas propriedades ressonantes da antena. Contudo, o foco principal é a largura de banda. Para o nanocircuito, é investigado o casamento de impedância, aplicando o conceito de casamento de impedância em analogia com a teoria de radiofrequência, variando os parâmetros da antena emissora. Para o nanoenlace, é analisada a potência recebida na carga em função da frequência e distância entre transmissor e receptor. Além disso, é feita uma comparação da perda com a distância do nanolink com uma OTL bifilar. Os resultados mostram que a antena dipolo-espira apresenta característica evidente de largura de banda larga, com valores de até 45.4 % e, no geral, esta largura de banda esteve entre 36.7 e 45.4 %. Esta antena aplicada a nanocircuito pode melhorar o grau de casamento de impedância (coeficiente de reflexão de tensão mínimo de −25 dB) em relação às antenas dipolo. Além disso, ao utiliza-lá em nanoenlace óptico sem fio pode-se aumentar a largura de banda operacional na faixa de 179.1 a 202.5 THz, em comparação com nanoenlace convencional baseado apenas em antenas dipolo. Além do mais, os nanoenlaces sem fio, baseados em antenas dipolo-espira ou dipolo, são mais adequados do que nanoenlace com fio para distâncias acima de aproximadamente 22 μm.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1546494 - KARLO QUEIROZ DA COSTA
Interno - 1927644 - FABRICIO JOSE BRITO BARROS
Interno - 325740 - GERVASIO PROTASIO DOS SANTOS CAVALCANTE
Interno - 2288432 - DMITRIEV VICTOR
Interno - 3611299 - RODRIGO MELO E SILVA DE OLIVEIRA
Externo à Instituição - LICINIUS DIMITRI SA DE ALCANTARA
Externo à Instituição - TOMMASO DEL ROSSO
Notícia cadastrada em: 20/08/2018 20:02
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - bacaba.ufpa.br.bacaba1