Notícias

Banca de DEFESA: ROGERIO DIOGNE DE SOUZA E SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ROGERIO DIOGNE DE SOUZA E SILVA
DATA: 27/04/2018
HORA: 08:30
LOCAL: Auditório do Centro de Excelência em Eficiência Energética da Amazônia - CEAMAZON
TÍTULO:

MODELO PARA TOMADA DE DECISÃO EM PROGRAMAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO SETOR DE DISTRIBUIÇÃO DE ELETRICIDADE


PALAVRAS-CHAVES:

Eficiência energética, Análise por envoltória de dados, Distribuição de energia elétrica, Fronteira de eficiência.


PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
RESUMO:

O sistema de distribuição de energia elétrica está em constante evolução, com a disseminação de recursos energéticos distribuídos, redes inteligentes e a inclusão de mercados competitivos, em que o uso da eficiência energética como recurso relevante para o planejamento do setor deve ser assegurado por meio de políticas públicas. O Brasil há décadas possuí programas e políticas nessa área, no entanto, os resultados do seu principal programa para a inserção de ações de eficiência energética no sistema de distribuição, têm impacto inferior a programas similares em outros países, somado a isso, há a iminente necessidade de atender os objetivos de redução de emissões propostos pelo país na 21ª Conferência das Partes das Nações Unidas em dezembro de 2015 em Paris. Nesse contexto, a presente tese propõe o desenvolvimento de um modelo não paramétrico, para determinação de indicadores de desempenho e classificação de projetos de eficiência energética. Contribui-se, também, com a avaliação do Programa de Eficiência Energética, por meio de uma metodologia para analisar os projetos, classificar e quantificar as variáveis, resultando em recomendações para o aprimoramento do programa. Utilizou-se uma base de dados de projetos submetidos à ANEEL pelas concessionárias do setor de distribuição de energia elétrica no período de 2008 a 2016.  O modelo foi desenvolvido usando Data Envelopment Analysis (DEA), um método não-paramétrico que utiliza programação linear para calcular as unidades mais eficientes em um determinado conjunto de unidades de tomada de decisão. Os resultados obtidos revelam que o melhor desempenho foi alcançado por projetos nas categorias industrial e de cogeração, no entanto, estes constituem, apenas, 4,24% dos projetos apresentados e 5,28% dos investimentos totais nos últimos oito anos, indicando a necessidade de rever as estratégias regulatórias de eficiência energética. Como uma solução para a seleção de projetos com melhor desempenho, sugerimos atribuir pesos às categorias para otimizar os resultados dos projetos, através de incentivos aos projetos com o melhor desempenho, sem excluir a participação de todos os outros, simplesmente fornecendo objetivos de economia de energia e redução de demanda no horário de ponta compatíveis com as categorias com melhores resultados.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CARLOS APARECIDO FERREIRA
Externo ao Programa - 326263 - EDSON ORTIZ DE MATOS
Interno - 326157 - JOAO TAVARES PINHO
Presidente - 2153063 - MARIA EMILIA DE LIMA TOSTES
Interno - 326021 - UBIRATAN HOLANDA BEZERRA
Notícia cadastrada em: 25/04/2018 11:38
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - bacaba.ufpa.br.bacaba2