Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RENATO LUZ CAVALCANTE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATO LUZ CAVALCANTE
DATA: 15/05/2018
HORA: 09:00
LOCAL: A DEFINIR
TÍTULO:

AVALIAÇÃO OPERACIONAL E ECONÔMICA DO IMPACTO DA INSERÇÃO DE GERAÇÃO DISTRIBUÍDA COM SISTEMAS FOTOVOLTAICOS EM SISTEMAS ISOLADOS ATENDIDOS POR USINAS TÉRMICAS


PALAVRAS-CHAVES:

energia solar, energia eólica, sistema, Sistemas isolados


PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
RESUMO:

Os Sistemas Isolados são predominantemente abastecidos por usinas térmicas movidas a óleo diesel e óleo combustível - embora também abriguem Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH), Centrais Geradoras Hidrelétricas (CGH) e termelétricas movidas a biomassa. Estão localizados principalmente na região Norte: nos Estados de Amazonas, Roraima, Acre, Amapá e Rondônia. São assim denominados por não estarem interligados ao SIN e por não permitirem o intercâmbio de energia elétrica com outras regiões, em função das peculiaridades geográficas da região em que estão isoladas. Segundo dados da Eletrobrás, eles atendem a uma área de 45% do território brasileiro e a cerca de 3% da população nacional - aproximadamente 1,3 milhão de consumidores espalhados por 380 localidades.

A geração distribuída é uma alternativa complementar à geração centralizada de energia elétrica. Sendo caracterizada pela implantação de sistemas de geração de energia elétrica através de geradores de pequeno porte, que utilizem fontes renováveis e estejam localizados próximos aos pontos de consumo (sistemas fotovoltaicos, eólicos pequenas centrais hidroelétricas, etc.). Através disto, as perdas com grandes linhas de transmissão são minimizadas, podendo assim reduzir a necessidade de grandes investimentos em hidrelétricas e termelétricas.

A geração fotovoltaica de energia elétrica tem um grande potencial no Brasil, sendo vantajoso a utilização de energia solar fotovoltaica tanto para usinas de grande porte centralizadas e instaladas em solo, como para a geração fotovoltaica distribuída integrada em telhados e coberturas de edificações. Este trabalho defende a tese de que é possível a inserção de geração distribuída, através de energia solar fotovoltaica, em sistemas isolados sem alterar significativamente o consumo específico e nem comprometer a qualidade da operação do sistema.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 326157 - JOAO TAVARES PINHO
Externo ao Programa - 1843458 - MARCOS ANDRE BARROS GALHARDO
Presidente - 1701976 - WILSON NEGRAO MACEDO
Notícia cadastrada em: 02/04/2018 15:45
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - jatoba.ufpa.br.jatoba1