Notícias

Banca de DEFESA: REINALDO CORRÊA LEITE

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: REINALDO CORRÊA LEITE
DATA: 12/04/2017
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório ITEC
TÍTULO:

ANÁLISE MULTIFÍSICA  E EXPERIMENTOS EM SENSORES ÓPTICOS USADOS NA MEDIÇÃO DE TEMPERATURA EM ROTORES DE HIDROGERADORES


PALAVRAS-CHAVES:

Medição de temperatura, hidrogeradores, enrolamentos do rotor, sensores ópticos, redes de Bragg.  


PÁGINAS: 104
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
SUBÁREA: Telecomunicações
RESUMO:

O rotor é um dos principais componentes de um hidrogerador e está exposto a estresses mecânicos e térmicos durante sua operação normal. Quando esses estresses excedem os limites de tolerância, o rotor sofrerá desgastes de forma prematura. Estresses térmicos afetarão geralmente as isolações entre espiras (voltas da bobina de cobre que forma o enrolamento) e para a terra dos polos do rotor. Este fato pode levar a necessidade de se fazer uma recuperação dos polos mais cedo do que necessário ou, em alguns casos, a faltas para a terra, que poderão causar danos extensos.

A medição de temperatura do rotor não é algo trivial devido ao fato de esta peça estar em movimento e sob alta tensão elétrica. O fato de o enrolamento do rotor estar sob tensão elétrica impede o uso de sensores de temperatura metálicos, seu uso poderia causar curtos-circuitos entre as espiras do enrolamento. Outra dificuldade é a retirada da informação (temperatura) do rotor por este estar em movimento, o uso de cabos é proibitivo.

As Redes de Bragg ou Fiber Bragg Gratings (FBG) oferecem novas possibilidades de monitorar de forma precisa a temperatura no enrolamento do rotor. Dezenas de sensores podem ser montados em série em uma única fibra para medir a temperatura em diversos pontos do enrolamento do rotor. Neste trabalho estudamos o efeito das grandezas termomecânicas nos sensores FBG através de testes em laboratório em maquetes estáticas e dinâmicas e simulação numérica multifísica usando o Método dos Elementos Finitos (MEF) em um modelo do instalação do sensor FBG na maquete estática e um rotor real. Tais sensores instalados diretamente na superfície do enrolamento do rotor são isolados do ar por uma camada de silicone. Por causa do gradiente de temperatura nesta estrutura, o sensor fica exposto a estresses termomecânicos que podem levar a sua deformação. Como os sensores FBG são sensíveis tanto à temperatura como à deformação, o conhecimento de cada efeito de forma separada é necessário para garantir que as leituras de temperatura não sejam afetadas pela deformação. Resultados experimentais obtidos em uma maquete do enrolamento do rotor na qual compararam-se as leituras de temperaturas dos sensores FBG e termistores, mostraram uma diferença de temperatura de 4,5°C entre os sensores FBG em relação àquela definida pelos termistores que foram usados como referência.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2288432 - DMITRIEV VICTOR
Externo à Instituição - FERNANDO DE SOUZA BRASIL
Externo à Instituição - JOSE FELIPE SOUZA DE ALMEIDA
Interno - 1546494 - KARLO QUEIROZ DA COSTA
Externo à Instituição - LICINIUS DIMITRI SA DE ALCANTARA
Externo à Instituição - PAULO ROBERTO MOUTINHO DE VILHENA
Notícia cadastrada em: 08/03/2017 12:45
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - jatoba.ufpa.br.jatoba2