Notícias

Banca de DEFESA: KATJA KLEBSATTEL

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KATJA KLEBSATTEL
DATA: 08/10/2021
HORA: 14:00
LOCAL: Plataforma Google Meet
TÍTULO:

Tendências teórico-metodológicas na formação do Serviço Social: uma análise no Brasil e na Alemanha


PALAVRAS-CHAVES:

Fundamentos teórico-metodológicos. Alemanha. Brasil. Tendências críticas. Formação profissional.


PÁGINAS: 342
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Serviço Social
SUBÁREA: Serviço Social Aplicado
RESUMO:

A presente dissertação tem como proposta estudar as tendências teórico-metodológicas consideradas críticas assumidas pelo Serviço Social alemão e brasileiro, assim como a sua materialização na formação profissional. Para alcançar o objetivo geral da pesquisa, busca-se apresentar o processo de desenvolvimento histórico do Serviço Social em ambos os países desde a sua gênese até a atualidade. Os objetivos específicos da pesquisa são: compreender a inserção da Alemanha e do Brasil na ordem social do capital; apresentar os projetos profissionais nas duas realidades; contextualizar a formação profissional em Serviço Social e apresentar a inserção da formação profissional no respectivo sistema de ensino superior na Alemanha e no Brasil. A pesquisa é realizada à luz do método crítico-dialético da teoria social de Marx. Ela encontra-se dividida em duas partes, a primeira visa localizar e analisar as tendências teórico-metodológicas consideradas críticas, já a segunda, objetiva investigar a materialização destas tendências na formação profissional. Os resultados apresentados resultam de uma pesquisa exploratória e descritiva construída a partir de uma investigação bibliográfica e documental com a análise dos projetos pedagógicos (PPC) de dois cursos de graduação em Serviço Social – um, no Brasil (UFPA) e um, na Alemanha (EHF). Para análise de ambos, recorreu-se à análise de conteúdo. Os resultados evidenciam que ambos os países consideram a existência de tendências teórico-metodológicas críticas. todavia, existe uma diferença na definição do conceito crítico. O Serviço Social brasileiro institucionalmente define a teoria social marxista/marxiana como arcabouço teórico que orienta a profissão e a formação profissional, já o Serviço Social alemão parte de um amplo pluralismo teórico e a definição do conceito crítico não se fundamenta em uma única opção teórica definida.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1168060 - ADRIANA DE AZEVEDO MATHIS
Presidente - 1373339 - CILENE SEBASTIANA DA CONCEICAO BRAGA
Externo à Instituição - MARIA BEATRIZ COSTA ABRAMIDES
Notícia cadastrada em: 23/09/2021 15:50
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - bacaba.ufpa.br.bacaba2