Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FERNANDA IRACEMA MOURA ARNAUD

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FERNANDA IRACEMA MOURA ARNAUD
DATA: 17/12/2018
HORA: 10:00
LOCAL: Auditório do ICSA
TÍTULO:

CLASSE SOCIAL E CLASSE MÉDIA NO BRASIL: elementos para o debate na contemporaneidade.


PALAVRAS-CHAVES:

Classe social; Classe média; Capitalismo contemporâneo.


PÁGINAS: 74
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Serviço Social
SUBÁREA: Serviço Social Aplicado
RESUMO:

A reflexão sobre a chamada classe média nem sempre ocupou o centro nos debates sociológicos, porém, a partir do ano de 2003, com a implantação do modelo neodesenvolvimentista, no Brasil, nos governos dos presidentes Lula da Silva e Dilma Rousseff, esse tema passou a ganhar maior expressão nos debates sobre a sociedade brasileira. Atualmente, essa fração de classe vem ganhando visibilidade, não somente por seu potencial de inquietação diante das dificuldades de reprodução social que lhe afetam no bojo do recente padrão de acumulação do capital, mas, sobretudo, pelas armadilhas postas por sua posição contraditória no seio da estrutura social, dadas as mistificações inerentes ao processo de decadência ideológica da razão em curso. Nesse sentido, pensar a classe social na contemporaneidade, particularmente, a classe média que é permeada por contradições e clivagens, implica compreender a sua constituição relacionando-a com a totalidade do movimento histórico que ela mesma ajuda a construir, enquanto sujeito histórico. Desse modo, tendo como referência metodológica a teoria marxista e seu método dialético, este projeto de tese se propõe a analisar as transformações que vêm ocorrendo na dinâmica do capitalismo na contemporaneidade e a sua relação com a constituição da chamada classe média na sociedade brasileira, evidenciando, notadamente, os elementos político-ideológicos presentes nesse processo, os quais tem, em geral, um potencial para obscurecer os conflitos de classe com implicações significativas para o processo histórico. Para tanto, buscará analisar os determinantes econômicos, políticos e sociais da chamada classe média constituída pela nova morfologia social da classe trabalhadora na contemporaneidade; as diferenças que se apresentam entre a classe média constituída no período fordista-taylorista e a chamada classe média no Brasil contemporâneo; assim como os interesses contraditórios subjacentes às frações da classe trabalhadora que ora a aproximam, ora a afastam de um projeto societário vinculado aos interesses dos trabalhadores.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1168060 - ADRIANA DE AZEVEDO MATHIS
Externo ao Programa - 283.285.918-63 - DANIELA RIBEIRO DE OLIVEIRA - UFSCAR
Interno - 1152642 - MARIA ANTONIA CARDOSO NASCIMENTO
Externo à Instituição - MAURO LUIS IASI
Presidente - 2185200 - VERA LUCIA BATISTA GOMES
Notícia cadastrada em: 11/12/2018 16:54
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - castanha.ufpa.br.castanha2