Notícias

Banca de DEFESA: OLGA MYRLA TABARANÃ SILVA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: OLGA MYRLA TABARANÃ SILVA
DATA: 02/09/2022
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do ICSA
TÍTULO:

REPRODUÇÃO SOCIAL PELA ASSISTÊNCIA SOCIAL EM BELÉM: estudo ontológico-reflexivo do cotidiano de usuários/as.


PALAVRAS-CHAVES:

Reprodução Social; Produção; Ontologia; Usuárias/os da Assistência Social.


PÁGINAS: 404
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Serviço Social
SUBÁREA: Serviço Social Aplicado
RESUMO:

Esta tese evidencia aspectos da Reprodução Social de usuárias e usuários da Política de Assistência Social do município de Belém, estado do Pará. Por meio de histórias de vidas das/dos participantes, organizadas pela metodologia de análise de conteúdo, sob a luz e interpretação da teoria social crítica, defende-se a ontologia do trabalho do ser social que, por sua vez, se subssume cada vez mais ao desenvolvimento histórico da reprodução do trabalho alienado, expropriado. A pesquisa realizada teve como objetivo geral “Analisar o processo de Reprodução Social no cotidiano das/dos usuárias/os da Política de Assistência Social em Belém-PA, bem como a compreensão das/dos Assistentes Sociais sobre esta Reprodução Social, considerando as dimensões ontológicas e reflexivas das relações condicionantes.”, e como objetivos específicos: a. aprofundar as Categorias: Reprodução Social, “usuários”, Estado, Mercado, Trabalho, Pobreza(s); b. Identificar o perfil dos/das usuários/as da Assistência Social de Belém/PA; c. Identificar as formas de Reprodução Social que os/as usuários/as manifestam em seu cotidiano; d. Identificar e analisar as formas de compreensão dos sujeitos subater(nizados/zação) demandatários da assistência social pública estatal de suas inserções/exclusões na PAS; e. Analisar o lugar da Política de Assistência Social, do Sistema Único de Assistência Social na Reprodução Social deste/a usuário/a; f. Verificar as concepções dos/das Assistentes Sociais sobre a Reprodução Social dos/das usuários/as e de seus próprios processos de reprodução social. A partir destes objetivos realizou-se pesquisa de campo com os sujeitos acima definidos em um processo altamente influenciado pelo período pandêmico vivenciado a partir de 2020 que atravessou e tem manifestações na execução deste trabalho. Reconhecemos como principais conclusões que a forma mais evidente de reprodução social das/os usuárias/os da Assistência Social diante da crise estrutural da acumulação do capital nos remete à localização na superpopulação relativa e lupem proletariado o que agudiza ainda mais as responsabilidades estatais na manutenção da sobrevivência dessas categorias da classe trabalhadora em condições mínimas de exploração e subserviência ao sistema capitalista.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - JANE CRUZ PRATES
Interno - 2085215 - JOANA VALENTE SANTANA
Externo à Instituição - MARIA CARMELITA YAZBEK
Presidente - 1876580 - REINALDO NOBRE PONTES
Interno - 2185200 - VERA LUCIA BATISTA GOMES
Notícia cadastrada em: 22/08/2022 13:07
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - castanha.ufpa.br.castanha1