Notícias

Banca de DEFESA: TAMILYN ALENCAR FONTES DE FREITAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TAMILYN ALENCAR FONTES DE FREITAS
DATA: 25/08/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Video conferencia
TÍTULO:

"PERCEPÇÃO AMBIENTAL DOS PROFISSIONAIS DE CENTROS DE EMBELEZAMENTO SOBRE GESTÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS COM RISCOS BIOLÓGICOS E QUÍMICOS".


PALAVRAS-CHAVES:

Biossegurança; Resíduos Sólidos; Sensibilização; Profissionais da beleza.


PÁGINAS: 72
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
SUBÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O gerenciamento dos resíduos sólidos faz parte do estudo da biossegurança voltado à profissionais da área de beleza, pois os mesmos precisam identificar as possíveis limitações de um estabelecimento em termos de segurança, para minimizar assim, os riscos existentes naquele ambiente de trabalho durante a  manipulação de uma determinada composição. Os riscos que podem ser apontados são classificados por biológicos, químicos, físicos, acidentais e ergonômicos, porém nesse trabalho será  dada atenção aos resíduos sólidos com riscos biológicos e químicos. Assim, o objetivo geral do presente trabalho é sensibilizar os profissionais de estabelecimentos de beleza sobre os impactos ambientais ocasionados devido ao mau gerenciamento de descarte de resíduos sólidos com riscos químicos e biológicos. Para tanto, utilizou-se como metodologia a pesquisa descritiva e exploratória, bem como a pesquisa em campos, onde fez-se coleta junto aos funcionários de salões de beleza de diferentes zonas da cidade de Manaus. Os resultados mostram que apesar dos profissionais terem um conhecimento sobre biossegurança, o mesmo ainda é superficial e nem sempre adotam-se as condutas necessárias para resguardar a segurança deles e dos clientes. Como foi evidenciado em relato pelos próprios profissionais entrevistados, considera-se a necessidade de educação e treinamento nas questões ambientais, como gerenciamento de resíduos sólidos e outros. Um dos maiores desafios é obter o envolvimento permanente dos colaboradores e dos gestores responsáveis. O estudo vem aludir que os colaboradores envolvidos, trabalhando em grupos e facilitadores internos, apoiados por especialistas externos, podem desenvolver suas ações com mais confiança e eficácia. O envolvimento do especialista externo com a gestão participativa dos empreendimentos, envolvendo demais colaboradores é inerente para o desenvolvimento de programas em gestão ambiental nesse segmento de mercado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 326212 - REGINA CELI SARKIS MULLER
Notícia cadastrada em: 17/08/2020 15:56
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - castanha.ufpa.br.castanha1