Notícias

Banca de DEFESA: DANILO JOSÉ FRANCO COUTINHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANILO JOSÉ FRANCO COUTINHO
DATA: 22/08/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Faculdade de Ciências Naturais - FACIN
TÍTULO:

"POTENCIAL PRODUTIVO SUSTENTÁVEL DA ANDIROBA ( carapa guianensis Aubl.) EM PROJETO DE ASSENTAMENTO AGROEXTRATIVISTA NA AMAZÔNIA ORIENTAL".


PALAVRAS-CHAVES:

 Projeto de Assentamento Agroextrativista. Produtos Florestais Não

Madeireiros. Andiroba. Sustentabilidade.


PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

As comunidades extrativistas na Amazônia por muitos anos estiveram à margem de políticas públicas da reforma agrária. No início dos anos 2000 esse panorama foi modificado com a inclusão destas famílias no II Plano Nacional de Reforma Agrária (II PNRA). Sabe-se da relação secular que os ribeirinhos têm com os recursos naturais das áreas em que estão inseridos. Dentre esses recursos destaca-se a andiroba (Carapa guianensis Aubl.), como espécie de uso múltiplo, além de ser fornecedora de Produtos Florestais Não Madeireiros (PFNM´s). Esta essência florestal é ainda pouco estudada em termos produtivos no tocante aos Projetos de Assentamentos Agroextrativistas (PAE´s) da Amazônia. Somam-se a esse fato os problemas ambientais apontados por diversas comunidades rurais extrativistas residentes nessa modalidade de assentamento rural na região do Baixo Tocantins, em suas percepções, registradas por uma entidade prestadora de serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural. O problema mais citado pelas famílias se refere ao assoreamento de rios existente nessas ilhas. O presente trabalho teve como objetivo geral subsidiar diversos atores envolvidos com a temática extrativista da andiroba, através de dados e informações sistematizadas desta espécie arbórea, tendo como área de estudo os Projetos de Assentamento Agroextrativistas Ilhas Biribatuba e Pacajaí I, localizados no município de Cametá-PA. Para tanto foram realizadas coletas de coordenadas UTM, georreferenciando-se indivíduos sub-adultos e adultos de Carapa guianensis Aubl., com estimativas e mensuração de duas variáveis (discreta e contínua). Posteriormente realizou-se tratamento estatístico dos dados obtidos. Os resultados mostraram que a espécie vegetal estudada apresentou potencial quantitativo sustentável de produção de sementes e significativa presença de plântulas na floresta. Há possibilidade de ganho econômico para os moradores das ilhas estudadas, além da utilização destes produtos em florestamento e reflorestamento, contribuindo assim para a sustentabilidade ambiental e prevenção ao desmatamento.

 

 

 

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2278490 - DAVI DO SOCORRO BARROS BRASIL
Externo ao Programa - 1153271 - JOSE ROBERTO ZAMIAN
Interno - 1719155 - WALDINEI ROSA MONTEIRO
Notícia cadastrada em: 17/08/2017 15:35
SIGAA | Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) - | Copyright © 2006-2022 - UFPA - jatoba.ufpa.br.jatoba2